Desistência do Hospital Militar

Prefeitura de Cuiabá diz que leitos de enfermaria covid-19 previstos para a unidade foram abertos em postos do SUS

Hospital Mililtar de Cuiabá nasceu como uma "caixa de previdência" para os policiais (Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Prefeitura de Cuiabá recuou do plano de abrir novos leitos para pacientes da covid-19, no Hospital Militar. Estava em negociação a instalação de 40 leitos de enfermaria no local.    

A tratativa para o serviço foi anunciada no começo de março, mês em que se formou a fila de espera por Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). O mesmo plano previa a restrição do São Benedito para atendimento exclusivo da covid-19. 

Em nota, a prefeitura informou que o recuo decorreu da habilitação de novos leitos no Hospital Referência à Covid-19 e no Hospital São Benedito – e à destinação da Policlínica do Verdão e da UPA Pascoal Ramos para serem exclusivas para casos de covid-19. 

“O município passou a contar com 205 leitos clínicos, que foram suficientes para atender a demanda por esse tipo de leito. No momento, a demanda por leitos para pacientes com covid-19 tem diminuído”, informou.  

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCPI da Covid vai ouvir Queiroga, Mandetta, Teich e Pazuello
Próximo artigoJuara: TJMT nega revisão de pena para condenado por feminicídio