Desembargadora mantém Sérgio Ricardo afastado do TCE-MT

Maria Erotides Kneip rejeitou um recurso de defesa que apontava suposto conflito entre decisões do Tribunal de Justiça

Foto: Divulgação/TCE

A desembargadora do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Maria Erotides Kneip, manteve o conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso, Sérgio Ricardo, afastado do cargo por causa do processo sobre suposta compra de vaga no TCE. 

A desembargadora indeferiu um recurso de defesa no qual Sérgio Ricardo argumentava que a decisão de Vara Especializada de Ação Civil Pública, de mantê-lo fora do cargo, contradizia uma decisão anterior da Terceira Câmara Cível de Direito Público. 

A decisão do colegiado citada pelo conselheiro foi tomada em ação de instrumento de agravo e anulou “a resolução de indicação, ato de nomeação e termo de posse” a ele no Tribunal de Contas. Para a defesa, esses termos não tirariam o seu direito de ocupar o cargo. 

Ações distintas

A magistrada Maria Erotides Kneip afirmou que a ação de instrumento julgada pela Terceira Câmara Cível não atribuiu a Sérgio Ricardo o crime de improbidade administrativa, diferentemente de outros processos em que essa denúncia aparece e que decidiram pelo afastamento dele. 

“As ações possuem pedidos e causa de pedir distintas, ainda que, aparentemente, tenham ambas envolvimento com o fato do reclamante estar no exercício do cargo”, disse.  

Sérgio Ricardo afirmou que respeita a decisão, mas que sua defesa irá analisar o indeferimento. O conselheiro está afastado do cargo desde 2017. Além do processo de suposta compra de vaga, que teria custado R$ 12 milhões, ele é investigado via delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (sem partido), por suposto recebimento de propina. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConfira os códigos da Netflix para acessar categorias secretas de séries e filmes
Próximo artigoPelo Twitter, Bolsonaro afirma ser perseguido por políticos de esquerda