Desembargador X Promotor

Marcos Machado quer indenização do ex-chefe do Gaeco Marco Aurélio

Desembargador Marcos Machado (Fotos: Tony Ribeiro/TJMT)

Uma decisão do desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, revelou a existência de uma ação indenizatória movida por seu colega, o desembargador Marcos Machado, contra o promotor de Justiça Marco Aurélio de Castro.

Na decisão do dia 18 de dezembro, Perri autorizava o outro magistrado a acessar informações e documentos anexados em uma ação contra o promotor. 

Em outubro, Marco Aurélio foi denunciado pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPE), por suposta quebra do segredo de justiça sobre as investigações colhidas com a Operação Arqueiro.

O promotor era coordenador do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e teria vazado um diálogo entre o ex-governador Silval Barbosa e Marcos Machado.

Pela conversa, divulgada pela TVCA (afiliada da Rede Globo), entendia-se que o então governador pretendia interferir junto à Justiça em favor de sua esposa, Roseli Barbosa. Ela havia acabado de ser presa na Operação Ouro de Tolo, segunda fase da Arqueiro.

O caso aconteceu em 2015 e, por causa do vazamento, o desembargador chegou a responder uma sindicância na Corregedoria-geral de Justiça e do Conselho Nacional de Justiça. Ele foi inocentado das acusações.

A ação movida pelo desembargador contra o promotor corre em segredo de Justiça, segundo seu advogado Dauto Passare.

Leia também

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstância Bahia Leilões conquista troféu Touro de Ouro da revista A Granja
Próximo artigoMEC quer levar ensino integral aos anos finais do ensino fundamental