Deputados liberam 100% de torcida nos estádios de MT a partir de janeiro

Público maior já está autorizado este mês, com limite de 50% da capacidade das arquibancadas; em novembro, o percentual sobe para 75%

(Foto: Christiano Antonucci - SECOM/MT)

Pouco mais de um mês depois de liberar o retorno gradual da torcida aos estádios em Mato Grosso, a Assembleia Legislativa aprovou um novo projeto de lei que suspende qualquer limite de presença de público nas arquibancadas. 

Com 23 votos a favor e um contra, foi aprovada na manhã desta quarta-feira (6) a autorização para 100% da ocupação, a partir de janeiro de 2022. 

O maior percentual de torcedores já começa a valer neste mês, quando o limite ficará a 50% da capacidade total. Em novembro, a liberação será ampliada para 75% e 100% a partir de janeiro de 2022.  

Desde o início da pandemia, a primeira experiência com torcida em estádio em Mato Grosso aconteceu na semana passada, no jogo entre o Cuiabá e o América-MG, na Arena Pantanal, pela Série A do Campeonato Brasileiro. A presença dos torcedores ficou limitada a 35% da capacidade do estádio. 

Requisitos 

O projeto de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) permite a entrada até de quem não tomou a vacina contra a covid-19. Neste caso, a pessoa terá que apresentar resultado negativo do teste salivar para a covid-19, feito a no máximo 48 horas antes do evento, ou teste antígeno realizado 24 horas antes.  

Para aqueles que receberam apenas a primeira dose da vacina, será necessário apresentar teste com antígeno até 24 horas antes da partida e o exame PCR em até 48 horas. 

Também será autorizada a entrada daqueles que estão devidamente vacinados com a segunda dose dos imunizantes Coronavac, Astrazeneca, Pfizer e Jamssen, essa última de dose única. 

O uso de máscara será obrigatório para todos em todos os setores dos estádios.  

Celeridade 

Wilson Santos apresentou a proposta na semana passada e recebeu a co-autoria do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Max Russi (PSB), e também do deputado estadual Eduardo Botelho (DEM). 

Hoje, o plenário aprovou a nova regra em regime de urgência urgentíssima, o que permitiu a aprovação definitiva do projeto. Agora, o texto vai à sanção do governador Mauro Mendes (DEM). 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSeja um profissional do futuro
Próximo artigoJustiça mantém preso homem suspeito de feminicídio