Deputados federais de MT custam mais de R$ 8,5 milhões por mandato

Somados os salários, cota de atividade parlamentar, auxílio moradia e ajuda de custo, hoje os deputados federais já representam um custo mensal de quase R$ 184 mil

Em outubro deste ano, 8 deputados federais serão eleitos pelos mato-grossenses para atuar na Câmara Federal pelos próximos 4 anos. Ao longo da próxima legislatura, mesmo que não haja reajuste salarial e de nenhum benefício, os parlamentares custarão mais de R$ 8,5 milhões aos contribuintes.

Somados os salários, cota de atividade parlamentar, auxílio moradia e ajuda de custo, hoje os deputados federais já representam um custo mensal de quase R$ 184 mil, totalizando R$ 2,2 milhões por ano.

O salário de um deputado federal é de R$ 33.763, a cota para exercício da atividade parlamentar, antiga verba indenizatória, é de R$ 39.428,03 para os representantes de Mato Grosso, e a verba de gabinete para até 25 funcionários é de R$ 101.971,94.

Além disso, eles ainda recebem, a cada 2 anos, uma ajuda de custo de R$ 1.406,79, e os parlamentares que não utilizam o apartamento funcional, ainda têm direito ao auxílio moradia, que no caso da atual legislatura é repassado para Carlos Bezerra (MDB) e Ságuas Moraes (PT). Os outros 6 deputados usam o imóvel cedido pela Câmara.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProcuradoria da República publica manual da delação com 47 passos
Próximo artigoOrquestra de San Ignacio de Velasco se apresenta em Cáceres no próximo dia 05