Deputado quer que governo oferte cirurgias para controle de natalidade pelo SUS

Xuxu Dal Molin (PSC) quer que procedimentos entrem em programa que SES está montando para a retomada de atendimento eletivo

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

O deputado estadual Xuxu Dal Molin, do Partido Social Cristão, quer que o governo de Mato Grosso inclua os procedimentos de laqueadura e vasectomia em programa de retomada das cirurgias eletivas.  

O parlamentar diz que o atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é uma maneira de controle da natalidade, para a redução dos riscos de saúde que podem aparecer no pós-pandemia. 

A sugestão de Dal Molin é que o governo avalia a possibilidade de incluir esses atendimentos em pacote de prestação de serviços por hospitais privados que vem sendo pesquisado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). 

“Existe uma demanda grande, principalmente de pessoas mais humildes, por esses atendimentos. Eu recebo das pessoas pedidos para que consigam fazer laqueadura, fazer vasectomia, e o como um procedimento muito caro, o governo poderia considerar inclui-los no pacote da saúde”, afirmou. 

Cenário 

O parlamentar cita na justificativa de sua indicação um estudo da revista “Perspectivas sobre Saúde Sexual e Reprodutiva” do Instituto Guttmacher que aponta para “aumento exponencial da natalidade, principalmente entre os mais pobres”. 

A pesquisa associa o cenário à redução do uso de anticoncepcional em 10%. Para Dal Molin, os dados são reforçados pela situação da pandemia do novo coronavírus e o índice de gravidez indesejada que poderá crescer nos próximos anos. 

“Nós estamos vendo o risco tanto para a mulher quanto para o bebê em gravidez durante a pandemia. Também sabemos os transtornos que uma gravidez indesejada pode causar. O SUS pode ajudar para evitar esses riscos”, afirmou. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.