Deputado quer “amarrar” 12% dos recursos mensais do Estado para a saúde

Percentual de 12% do total da receita de Mato Grosso não estaria sendo cumprido, conforme Xuxu Dal Molin

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) em trâmite na Assembleia Legislativa pode assegurar que 12% da receita mensal do Estado seja repassada à Secretaria de Estado de Saúde (SES). O argumento é que a Pasta ganharia autonomia financeira e poderia destinar recursos aos municípios.

A proposta busca acrescentar o artigo 220-A à Constituição Estadual de Mato Grosso. Se isso for feito, seriam disponibilizados à SES – em uma conta específica de movimentação – recursos depositados sempre até o dia 10 de cada mês.

Segundo o autor da proposta, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC), a regra já existente, que prevê um repasse mínimo para a saúde de 12% da receita total do Estado, não está sendo cumprida.

Conforme ele, a PEC “amarraria” os repasses de forma a garantir, não somente o percentual, mas também que ele ocorra todo dia 10 de cada mês.

A proposta conta com o apoio de 22, dos 24 deputados estaduais.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAções de extensão da UFMT beneficiam 500 mil pessoas em Mato Grosso
Próximo artigoProfessora escreve livro sobre princesa guerreira quilombola

O LIVRE ADS