Deputado federal Neri Geller se diz vítima de extorsão por ex “affair”

Jovem estaria agindo em conluio com o ex-marido da atual noiva do político

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O deputado federal Neri Geller (PP-MT) registrou um boletim de ocorrências na polícia denunciando N.R.P. por difamação, calúnia e injúria. Ele diz que está sendo alvo de uma tentativa de extorsão e as ameaças constantes estão fazendo a vida dele, dos familiares e da noiva, um verdadeiro “inferno”.

Segundo o parlamentar, ele conheceu a jovem e trocou conversas com ela pelo whatsapp. Após alguns dias, eles resolveram se encontrar e depois nunca mais se viram.

Com o tempo, ele foi surpreendido com a informação, dada pela acusada, de que estaria grávida. Conforme Geller narrou aos policiais, ele respondeu que era divorciado e que, caso fosse comprovada a paternidade, assumiria sem problemas.

O fato é que a gravidez não chegou a ser comprovada pela jovem, que alguns dias depois informou que perdeu a criança em um aborto espontâneo. A partir de então, as mensagens cessaram e foram retomadas quando Geller oficializou o noivado com Juliana Vieira.

“Perfis falsos”

N.R.P. teria retomado as intimidações com mais intensidade e usando de perfis falsos em redes sociais e diversos chips. Ela dizia que procuraria a imprensa para falar que tinha sido obrigada a abortar pelo político.

Nas ameaças, sempre alegava que prejudicaria os planos de Geller, de se reeleger, e até mesmo conquistar um vaga ao Senado, como almeja.

As investidas da jovem também teriam se estendido para a atual noiva de Gueller. Ela, que também registrou um boletim de ocorrências, afirmou ser ameaçada pelo whatsapp e acusada de ser prostituta e protagonista em vídeos de canais de cunho sexual. Relatou ainda o uso de palavras de baixo calão para descrevê-la.

Como as abordagens ficaram mais complexas, o deputado e a noiva começaram a investigar por conta própria e teriam confirmado a participação do ex-marido de Juliana Vieira no caso. Ele estaria atuando em conluio com a jovem.

Medidas judiciais

Por meio de nota oficial, o deputado Neri Geller e sua noiva, Juliana Vieira, confirma as informações e reitera que todas as medidas judiciais estão sendo tomadas contra os supostos autores das ameaças.

Além dos registros de B.O, já estão sob posse das autoridades policiais todo “material probatório” que comprovaria a ação de conluio entre ambos os denunciados, “com claro objetivo de atacar a imagem e honra do parlamentar”.

Sob orientação jurídica da defesa e, por estratégia processual, os documentos a que faz menção a matéria ficaram unicamente em poder da polícia. No mais, o federal declara que acredita na Justiça e lamenta a situação que acaba por expor familiares e amigos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMP deve ir à Justiça para implantação de medidas mais restritivas em MT
Próximo artigoJustiça mantém prisão de membro do CV acusado de tráfico de drogas e assalto a banco