|sábado, 21 abril 2018

Denunciou e virou investigado

Após quatro anos, TRF arquiva inquérito contra o prefeito de Cáceres

COMPARTILHE COMPARTILHE

A pedido do Ministério Público Federal, a desembargadora Mônica Sifuentes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, determinou o arquivamento do inquérito policial aberto contra o prefeito de Cáceres (210 km de Cuiabá), Francis Maris Cruz, nas irregularidades investigadas na “Operação Fidare”.

Há exatos quatro anos, em abril de 2014, o próprio prefeito denunciou um esquema de desvio de dinheiro público que deveria ser usado para a compra de medicamentos. Na ocasião, a Polícia Federal cumpriu 47 mandados de prisão – 30 preventivas e 17 temporárias -, 13 conduções coercitivas e 53 mandados de busca e apreensão.

Após a operação, o próprio prefeito passou a ser investigado. Francis Maris chegou a pedir celeridade nas investigações, para poder se desvincilhar das suspeitas.
Segundo o parecer do procurador regional da República, Lauro Pinto Cardoso Neto, que pediu o arquivamento do inquérito, um dos únicos momentos em que o prefeito Francis Maris Cruz é citado refere-se “à insatisfação dos interlocutores com a postura do atual gestor municipal, no sentido de denunciar as ilicitudes ocorridas”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Comerciante reage a assalto, tira arma de bandido, mata um e fere outro

Terceira mulher é estuprada próximo à Unemat de Sinop

Clarice Lispector e irmã escreviam manuais para “amansar” empregadas, relembra pesquisadora da UFMT

Família pede doação de sangue para o músico Bolinha

Juiz autoriza confisco de bens em cobertura dos Malouf por receio de calote

X