Denúncia contra Thelma

A prefeita de Chapada dos Guimarães teria pago serviço que não era realizado

Prefeita de Chapada dos Guimarães, Thelma de Oliveira (Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Ministério Público do Estado (MPE) pediu a condenação da prefeita de Chapada dos Guimarães (70 km de Cuiabá), Thelma Pimentel Figueiredo de Oliveira, e da empresa Concretar Construtora Ltda, por improbidade administrativa.

Na ação judicial, o MPE ainda pediu que os dois denunciados devolvam aos cofres públicos a quantia de R$ 102,9 mil, solidariamente.

A empresa havia sido contratada para operar balsas nos rios Quilombo e Água Branca, fornecer combustível e fazer a manutenção dos equipamentos.

Ao todo, o contrato foi firmado no valor de R$ 210 mil. No entanto, não teria executado o serviço, mas recebido parte do pagamento mesmo assim, na quantia de R$ 102 mil.

O caso chegou ao MPE após denúncia de vereadores do município. Então, nas apurações, a promotora de Justiça Anízia Tojal Serra Dantas, disse ter confirmado a fraude na execução do contrato.

Segundo o órgão, além do desvio de valores, também se constatou que a empresa foi contratada por dispensa de licitação – o que afronta a legislação. (Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorA vida perto da morte: os últimos dias na Terra podem ser os mais bem vividos e felizes
Próximo artigoJovem que matou filha de quatro meses de fome é executada pelo namorado

O LIVRE ADS