Delegados terão acesso livre a informações de eleitores em MT

Antigamente, para ter acesso aos dados que constam no sistema, delegados faziam solicitação via ofício

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Delegados da Polícia Judiciária Civil (PJC) agora terão acesso ao Sistema de Informações Eleitorais, que contém dados, em nível nacional, de todos os brasileiros aptos a votar. O acesso foi autorizado pela Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) e publicado nesta segunda-feira (22).

Cada delegado receberá uma senha individual para acessar o sistema e ter acesso às informações dos eleitores, principalmente o endereço mais recente declarado ao TRE-MT. A autoridade poderá ainda delegar o acesso a até 2 servidores, mediante envio de portaria.

Antigamente, para se ter acesso aos dados que constam no sistema da Justiça Eleitoral, os delegados tinham que fazer solicitação via ofício, o que levava muito mais tempo e complicava algo simples de ser resolvido.

“Esta decisão é boa para todos os envolvidos. Entrega mais um banco de dados para a Polícia investigar possíveis suspeitos, mais uma fonte de endereços. E, principalmente, reduz os custos do Tribunal Regional Eleitoral no tratamento individualizado dos pedidos de informações e acesso aos dados, o mesmo acontece com a autoridade policial. A integração é o melhor caminho para atender os anseios da sociedade e também dos órgãos públicos”, destacou a chefe da Seção Fiscalização, Cadastro e Direitos Políticos, Sueli S. Shimada Ueda.

Biometria

Apenas os dados biométricos contidos no banco de dados da Justiça Eleitoral ainda serão disponibilizados aos delegados pelo sistema antigo, ou seja, via ofício.

*Com assessoria

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEx-governador do Espírito Santo vem a MT contar como tirou Estado da crise
Próximo artigoParalisação nacional: em Sinop, professores fazem ato em frete à prefeitura