Delação a todo vapor

Silval e Pedro Nadaf deram caminhos para a PJC chegar em grupo criminoso

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A delação “monstruosa” do ex-governador Silval Barbosa continua rendendo frutos para as investigações em Mato Grosso, depois de dois anos. E segundo delegados da Polícia Civil, “ainda há muita coisa vindo”.

Foi por meio dela, por exemplo, que a Polícia Civil e o Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira) encontraram caminhos para desmantelar mais um suposto grupo criminoso, que teria desviado recursos do Estado. O caso deu origem à Operação Quadro Negro, desta terça-feira (22).

Além do depoimento de Silval, a Polícia também contou com a colaboração do ex-secretário de Estado Pedro Nadaf – cuja delação ainda possui partes em sigilo.

Segundo o delegado Anderson Veiga, ainda há outras colaborações sendo utilizadas pela polícia para desmantelar esquemas criminosos. Ele não revelou detalhes, já que as apurações estão em andamento.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem explode quintal de casa ao tentar matar baratas com veneno, gasolina e fogo
Próximo artigoSenado deve votar hoje, em segundo turno, a reforma da Previdência