Déficit de mais de R$ 488,1 milhões

Em maio, Estado gastou R$ 199 milhões com aposentados e R$ 337 milhões com servidores da ativa

(Foto: Reprodução)

Com o anúncio das contas de maio do governo do Estado de Mato Grosso é possível observar que o Estado já soma R$ 488,199 milhões de déficit nas contas de 2019. Mas o governador anunciou como positivo o saldo de maio, já que o déficit caiu, ficando em R$ 67,437 milhões.

Em abril, foi de R$ 72,821 milhões, março registrou saldo negativo de R$ 60,990 milhões, sendo o melhor mês do governo. Fevereiro registrou R$ 118,095 milhões de saldo negativo. E até agora, foi janeiro que teve a pior marca, com déficit nas contas públicas do governo de R$ 168,856 milhões.

Os dados são divulgados mensalmente pelo governador Mauro Mendes nas redes sociais. Confira prestação de contas divulgada em sua conta no Instagram:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Como já é de costume, divulgamos hoje o balanço das contas do Governo do mês de maio. Arrecadamos R$ 1.481.692.817. Desse valor foi utilizado R$337.428.924 para pagar o salário dos servidores da ativa e R$ 199.196.872 para pagar os aposentados e pensionistas. O governo transferiu para os Poderes de forma obrigatória o valor de R$ 92.215.266 para o Tribunal de Justiça; R$ 42.237.107 para a Assembleia Legislativa; R$ 35.619.029 para o Miniatério Público; para o Tribunal de Contas a quantia foi de R$ 29.148.706; e para a Defensoria Pública foi repassado o valor de R$ 10.939.034. Também repassamos de forma obrigatória para as prefeuturas o valor de R$ 277.312.925. Para Educação o valor total foi de R$ 166.634.538. O repasse para a Saúde foi de R$ 54.332.420 e para o custeio das secretarias o valor foi de R$ 70.923.524. As outras informações podem ser obtidas no próprio balancete, de forma simples e acessível. #transparência @govmatogrosso

Uma publicação compartilhada por Mauro Mendes (@mauromendesoficial) em

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolícia quer nova perícia para esclarecer dúvidas sobre acidente na Isaac Póvoas
Próximo artigoCostureira demitida por justa causa com base em postagem em rede social será indenizada