Defesa já articula soltura

Advogados se reúnem com o ex-presidente amanhã, na sede da PF

A defesa do ex-presidente Lula já se pronunciou e disse que vai pedir sua soltura já nesta sexta-feira (08). Um documento será encaminhado à Justiça depois que os advogados se encontrarem com Lula amanhã, na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR), onde está preso desde 2018.

Um link com a nota da defesa foi divulgada em site dedicado ao ex-presidente e compartilhada em suas redes sociais.

Confira a nota na íntegra:

O julgamento das ADCs concluído hoje (07/11/19) pelo STF reforça que o ex-presidente Lula está preso há 579 dias injustamente e de forma incompatível com a lei (CPP, art. 283) e com a Constituição da República (CF/88, art. 5º, LVII), como sempre dissemos.

Após conversa com Lula nesta sexta-feira levaremos ao juízo da execução um pedido para que haja sua imediata soltura com base no resultado desse julgamento do STF, além de reiterarmos o pedido para que a Suprema Corte julgue os habeas corpus que objetivam a declaração da nulidade de todo o processo que o levou à prisão em virtude da suspeição do ex-juiz Sergio Moro e dos procuradores da Lava Jato, dentre inúmeras outras ilegalidades.

Lula não praticou qualquer ato ilícito e é vítima de “lawfare”, que, no caso do ex-presidente, consiste no uso estratégico do Direito para fins de perseguição política.

Cristiano Zanin Martins/Valeska T. Martins

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSTF proíbe prisão em segunda instância e decisão abre caminho para soltura de Lula
Próximo artigoRivenditori Cuiabá realiza 1º Brasa Turbo, encontro de carros de luxo com parrillada

O LIVRE ADS