Decisão tomada: Selma Arruda vai ao Senado pelo PSL

Pesou na escolha de Selma o alinhamento político com novos membros do PSL

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Acostumada a dar sentenças polêmicas e a decidir o futuro de muita gente graúda em Mato Grosso, a juíza Selma Rosane Arruda acaba de tomar uma das decisões mais difíceis de sua vida. Após se aposentar do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, ela vai mesmo entrar política concorrendo a uma vaga no Senado Federal pelo PSL.

O martelo foi batido agora há pouco em sua casa, onde ela está reunida com o pré-candidato do PSL ao Governo do Estado, Dilceu Rossato. A dúvida sobre se concorreria ao Senado ou à Câmara Federal também foi dirimida nessa reunião.

Pesou na escolha de Selma o alinhamento político com novos membros do PSL, como o candidato à presidência Jair Bolsonaro, o candidato a deputado federal por Mato Grosso, Nelson Barbudo, e o próprio Dilceu Rossato, prefeito da cidade de Sorriso por dois mandatos.

Segundo a juíza mais famosa de Mato Grosso, seu sonho de há muito é contribuir para aperfeiçoar as leis brasileiras. O combate ao crime, obviamente, será uma de suas bandeiras de campanha. Conhecimento para isso não lhe falta.

***

Atualização (10h): a juíza Selma Arruda entrou em contato com a redação e informou que ainda não bateu o martelo sobre o partido ao qual ela deve se filiar. Na reunião narrada pelo LIVRE o assunto dominou o cardápio de temas entre a juíza e representantes do PSL. O partido deve ser o seu destino.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHenry, nascido há três dias, morreu por falta de UTI Neonatal
Próximo artigoQue tal falar sobre a origem do universo dentro de um bar?

O LIVRE ADS