De volta para a fila: moradores com 1ª dose agendada não conseguem se vacinar

Aos moradores, profissionais da saúde informaram erro no sistema e exclusão de 600 nomes da lista

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Você se prepara para um evento, mas na hora H desmarcam. Imagine a frustração? Esse é o sentimento de alguns moradores de Cuiabá que seriam vacinados contra covid-19, nesta segunda-feira (23), e não conseguiram se vacinar.

Com agendamento para receber a primeira dose do imunizante, a gerente Joanice Lima, de 32 anos, checou o cadastro na sexta-feira. Ela e o marido, Glebson Cabral, de 31 anos, seriam vacinados juntos.

O casal seria vacinado no drive thru da UFMT, às 13h. A surpresa, porém, veio ao notar que o agendamento deles havia desaparecido do sistema.

(Foto: Reprodução)

“Hoje quando fomos conferir antes de ir tomar a vacina, não tinha nada no sistema. Fomos ao local e a informação é de que 600 cadastros foram cancelados por falta de vacina”, conta Joanice.

A gerente e o marido deixaram o local de aplicação sem receber a vacina. A orientação dada pelos profissionais foi para que eles conferissem o sistema de cadastro durante a semana. “Pode ser que os nossos nomes voltariam”, completa a gerente.

O que a SMS diz sobre o assunto?

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que um erro no sistema “desapareceu” com cadastros agendados para os dias 23 e 24 de agosto. A falha ocorreu por mudanças nos horários de funcionamentos dos polos de vacinação, segundo a prefeitura.

“As pessoas que conseguiram imprimir o QR Code, mas não acharam o agendamento no site podem ir até o local com a documentação necessária para a vacina”, explica.

Já os moradores que não conseguiram imprimir o código antes do sumiço terão que aguardar novo agendamento.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGanha Tempo registra 14 mil irregularidades em sete meses de gestão do Estado
Próximo artigo50 mil novas empresas foram abertas este ano em MT