De volta ao passado: o LIVRE quer suas fotos de Cuiabá para reproduzi-las no presente

Imagens podem ser enviadas pelos leitores até 28 de agosto. Confira as regras e saiba mais sobre esse projeto

É hora de revirar os arquivos e achar imagens de Cuiabá que marcaram sua vida. Desde o começo da semana, o LIVRE lançou um desafio aos moradores desta cidade calorosa e que vale, tanto para os aqui nascidos como para os adotados, populares paus rodados.

Os leitores têm até 28 de agosto para encaminhar fotos da cidade que marcaram suas vidas no passado. Elas serão reproduzidas, no presente, pelo fotojornalista Ednilson Aguiar, que faz parte da equipe do site.

Será uma celebração do ser cuiabano, bem como uma ação de resgate da história da cidade, que até pouco tempo tinha ares e costumes de um povoado pacato e, hoje, vive as dores e alegrias de uma metrópole.

Pesquisador e administrados da página Cuiabá de Antigamente no Facebook, Francisco Chagas acredita que o projeto permitirá uma viagem no tempo, além de levantar debates sobre o que a cidade foi, como ela é e, principalmente, o que queremos para ela.

Grande Hotel da vista do Jardim Alencastro (Reprodução Cuiabá de Antigamente)

Ele, que atualmente tem um dos maiores acervos culturais particulares sobre Cuiabá, acredita que as imagens de passado e presente também trarão importantes contribuições culturais, além de mostrar aos que chegam de fora o espírito e as raízes locais.

“Eu mesmo já tenho uma ideia da foto que vou mandar. Tenho uma da Praça Rachid Jaude ainda sem árvores. Será muito interessante ver o que ela se tornou”, afirma.

Saúde mental

Já para o historiador Suelme Evangelista, o projeto pode trazer saúde mental para as pessoas diante da atual conjuntura.

Reprodução/Cuiabá de Antigamente

Ele argumenta que o equilíbrio psicológico das pessoas é formado em três dimensões: o passado, o presente e o futuro. Sendo assim, a ação tem como alicerce dos dois pontos que hoje estão distantes da vida das pessoas.

“A sociedade preza pelo futuro e o excesso de futuro adoece as pessoas. Elas ficam ansiosas e, em casos mais graves, acabam se tornando refém de ansiolíticos”.

Como participar?

  • Envie sua foto para o e-mail: [email protected]
  • Não esqueça de colocar no corpo de e-mail o telefone de contato e um pequeno texto sobre a importância daquela foto na sua vida
  • As fotos deverão ser enviadas até o dia 28 de agosto
  • Dez fotos serão selecionadas pelo fotógrafo Ednilson Aguiar e reproduzidas
  • No dia 14 de setembro o resultado do projeto será divulgado via Instagram,
    Facebook e no site

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJustiça suspende reunião para homologar novo presidente da Assembleia de Deus em Cuiabá
Próximo artigoAssistência da Defensoria Pública cresce 20% em MT durante a pandemia