De hostilizado a homenageado

Estudante que sofreu represália ao defender o agronegócio foi homenageado em evento do setor, realizado em Cuiabá

(Foto: Assessoria)

O estudante Vittorio Furlan Vieira, de 18 anos, que foi repreendido pelo professor depois de defender o agronegócio durante palestra da líder indígena Sonia Guajajara, em uma escola de São Paulo, foi homenageado durante o Acricorte, evento do setor realizado em Cuiabá.

O Acricorte é o maior encontro da pecuária de corte de Mato Grosso, cuja abertura foi realizada na manhã desta quinta-feira (12), no Cenarium Rural. O evento é realizado pela Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat).

Durante a abertura do encontro, a diretora da Acrimat, Maria Ester Fava, elogiou a coragem do jovem, de não se calar diante de tantos mitos e inverdades em relação ao agronegócio, que são difundidas por aqueles que desconhecem o dia a dia no campo.

Por sua atitude, o jovem foi convidado a conhecer Mato Grosso, que é o Estado considerado o celeiro do Brasil e maior produtor de carne bovina, com um rebanho de 30 milhões de animais.

Vittorio agradeceu pelo reconhecimento e disse ter ficado muito feliz pelo convite. Ele ressaltou que, por vir de uma família de produtores rurais, tem a obrigação de restabelecer as verdades sobre o agronegócio.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorExposição sobre arte rupestre em Chapada dos Guimarães é aberta ao público
Próximo artigoSimone Tebet vem a Cuiabá