De homenagem à ameaça ao mandato

Grupos políticos reagem de maneiras opostas a fala do deputado estadual Gilberto Cattani sobre "escolha sexual"

O deputado estadual Gilberto Cattani (PSL) vive situações opostas na novata carreira política. A declaração dele sobre “a escolha de ser gay ou homofóbico” e a repercussão dela geraram manifestações de homenagem e pedido de investigação por quebra de decoro. 

Nesta terça-feira (1º), os vereadores de Cuiabá aprovaram, com 21 votos, um parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) pela concessão do título de cidadão cuiabano ao parlamentar. 

Paralelamente, a Comissão de Ética e Decoro da Assembleia Legislativa de Mato Grosso avalia se abrirá uma investigação a pedido da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT) após reação de grupos LGBTQIA+. 

Cattani diz que a polêmica é uma questão política e envolve a “manipulação da esquerda”. “Os gays têm os mesmos direitos e deveres que eu tenho. Acontece que a esquerda isola quem ela quer e distorce a informação para poder atacar”, disse. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Sou contra a Copa América”
Próximo artigoMãe flagra amigo da família abusando de sua filha dentro de sua casa