De folga na sorveteria, policial feminina evita que homem seja morto a golpes de facão

A militar estava de folga quando viu a confusão em uma sorveteria e resolveu intervir

(Foto: Secom)

A policial Claudia Kafer conseguiu impedir que um homem fosse morto a golpes de facão no Distrito de Guariba, em Colniza (1.065 km de Cuiabá). A atitude heroica da soldado salvou a vítima, que chegou em estado grave ao hospital de cidade, mas já esta fora de risco.

Ela conta que estava em um dia de folga, passeando com o namorado, e passou na sorveteria para comprar água mineral.

Enquanto estava no caixa, Claudia ouviu o barulho de cadeiras caindo e de gritos.

Nesse momento, ela correu em direção à confusão e viu a vítima sendo golpeada.

“Na mesma hora eu saquei a arma e gritei: ‘pare! É a polícia! Deixe o facão no chão!’. Mas, o acusado não atendeu à ordem e eu atirei na perna direita dele”.

Assim que foi atingido, o acusado, um madeireiro, deixou o facão cair no chão e a militar conseguiu imobilizá-lo até a chegada de reforço.

“Depois eu vi um vídeo que fizeram e acho que Deus me guiou. Eu corri até o local, pedi para o suspeito parar e atirei. Tudo durou 30 segundos. Foi ação e reação”.

Policial militar Claudia Kafer salvou vítima de tentativa de homicídio em Colniza

Dever cumprido

A esposa da vítima procurou a policial para agradecer e disse que, se ela não tivesse reagido, o marido estaria morto.

“Eu me sinto excelente com este resultado. A gente trabalha é para isto, salvar vidas”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVamos escrever o Brasil!
Próximo artigoTurismo de negócios: interesse chinês em MT passa longe do Pantanal

O LIVRE ADS