De adversários a aliados

Após 11 anos de disputas, Wilson Santos e Mauro Mendes, enfim, estão lado a lado

(Foto: Mayke Toscano/Secom-MT)

A roda da política deu volta para Wilson Santos (PSDB) e Mauro Mendes (DEM). Nesta segunda-feira (10), eles anunciaram a entrada do deputado estadual na base de apoio do governador do Estado.

Não houve discurso emblemático e nem, oficialmente, algum pedido excêntrico de Wilson Santos, que recebeu o convite para entrar no grupo governista. O tom ficou mais no que Wilson vem chamando de “atucanação” de Mendes.

Na prática, a posição política do governador se aproximou à visão do PSDB desde 2008, ano em que eles se enfrentaram pela primeira vez na eleição à Prefeitura de Cuiabá.

Naquela época, Mendes estava filiado ao PSB, partido que hoje se coloca mais à esquerda, como um empresário estreante na política.

Hoje, seu grupo político, o DEM, está mais alinhado à centro-direita, com afinidade ao presidente Jair Bolsonaro em quem, aliás, Mendes declarou voto em 2018.

No confronto direto, Wilson levou a prefeitura em 2008. Voltaria a enfrentar Mauro em 2010, na eleição ao governo. Nenhum dos dois chegou ao cargo. Durante esse tempo, o deputado se manteve no PSDB.

Mendes chegou à prefeitura em 2012, com vitória no segundo turno. Em 2018, conquistou a cadeira do Palácio Paiaguás, em disputa contra Pedro Taques, do PSDB, que tentava a reeleição com defesa irremovível de Wilson.

A união em 2020 ocorre num momento em que DEM e PSDB negociam aliança para concorrerem ao Senado, na eleição suplementar de abril. E o acordo poderá se estender para as eleições municipais.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCuiabá tem 35 “Maracanãs” na lista de risco de desastre ambiental
Próximo artigoConsumidor pode procurar Procon para bloquear ligações de telemarketing