Damares se emociona ao lembrar do assassinato do menino Rhuan Maycon

Rhuan tinha apenas nove anos de idade quando foi assassinado e esquartejado pela mãe e pela madrasta

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Na tarde desta quinta-feira (26), a Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, se emocionou ao lembrar do caso do menino Rhuan Maycon. O garoto foi assassinado e esquartejado em maio de 2019, depois de ser torturado por meses.

O crime chocou o país e ganhou grande repercussão. O menino tinha apenas 9 anos de idade, quando foi morto por sua mãe biológica e pela companheira dela.

Pelo Twitter, Damares falou sobre episódio e afirmou ser impossível lembrar do caso sem chorar.

“É impossível não chorar ao recordar das cenas vistas, ao acompanhar o caso do menino violentamente abusado, espancado e sodomizado por dois monstros não podem serem chamadas de mães. Estamos trabalhando para que nunca mais casos assim tornem a acontecer”, escreveu a ministra.

Tanto a mãe Rhuan quanto a companheira dela foram condenadas pelo crime. No total, as penas juntas somam mais de 129 anos de prisão.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGoverno de MT realiza segundo maior leilão de rodovias do Brasil
Próximo artigoSete em cada 10 magistrados têm salários acima do teto de R$ 39,2 mil