CVV terá plantão de escuta e distribuição de abraços na Praça Alencastro

A entidade de apoio emocional e prevenção do suicídio convida a população a romper o distanciamento no 22 de maio, Dia do Abraço

Foto: Guilherme Testa

O distanciamento emocional, o isolamento e a sensação de solidão são realidades que o Centro de Valorização da Vida (CVV), em Cuiabá, se dedica a combater neste dia 22 de maio, Dia do Abraço. Em uma ação fruto da parceria com o CVV Comunidade, os voluntários estarão na Praça Alencastro, das 12h às 18, com distribuição de abraços e plantão de escuta na próxima terça-feira (22).

Os voluntários ressaltam: “O abraço é livre, pode ser praticado por qualquer pessoa e não precisa de uma data específica”. No entanto, a entidade sem fins lucrativos que atua no apoio emocional e prevenção do suicídio gratuitamente há mais de 50 anos, não poderia deixar passar a data dedicada ao ato e convida a população a quebrarem o distanciamento, inclusive, físico.

Leia também: A importância da vida: o trabalho do CVV em prevenção ao suicídio

“Cada vez mais as pessoas evitam o abraço, a refeição em família, o falar sobre as próprias emoções”, comenta Carlos Correia, voluntário do CVV há mais de 20 anos. “Isso nos faz falta, pois colabora com a sensação de solidão, de ‘não pertencimento’, de falta de afeto”, complementa.

Atualmente, o CVV reúne são mais de 2.400 voluntários e oferece cursos recorrentemente àqueles que buscam agregar o projeto, com agenda atualizada AQUI.

Segundo a assessoria, neste ano a entidade ainda levará a todo o território nacional o único telefone sem custo de ligação para prevenção do suicídio, o 188. Ainda há opção de atendimento pelo SITE via chat, e-mail ou carta. O atendimento é feito exclusivamente por voluntários devidamente selecionados e preparados.

Sobre o suicídio

Segundo dados do Ministério da Saúde, o suicídio é um problema de saúde pública que mata pelo menos um brasileiro a cada 45 minutos, mais do que a Aids e muitos tipos de câncer, porém pode ser prevenido em 9 de cada 10 casos.

O movimento Setembro Amarelo, realizado no mês mundial de prevenção do suicídio desde 2015, visa sensibilizar e conscientizar a população sobre a questão. Mais informações sobre o projeto AQUI.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNa sexta-feira, projeto Dance ao Máximo ensina bolero e forró
Próximo artigoO amor depois do divórcio: os caminhos para pedir a nulidade do casamento