Custo de produção do milho tem salto de 9,1% em MT

Os gastos com impostos e taxas devem saltar 131% na próxima safra, se comparados com a vigente

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Em levantamento sobre o custo de produção do milho, o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), aponta que a produção do cereal para a safra 19/20 deve sofrer um salto de 9,14%.

De acordo com o relatório publicado nessa segunda-feira (19), para se plantar um hectare do cereal em Mato Grosso, o produtor terá que investir R$ 3.044,48. Na safra 18/19 – que está sendo colhida – os agricultores precisaram investir cerca de R$ 2.789 para plantar a mesma quantidade.

Para a próxima safra, o custeio da lavoura deve ter aumento de 11,8%, frente à safra 18/19. Nessa categoria estão inclusas as despesas com a mão de obra, semente de milho, macronutriente, micronutriente, fungicida, herbicidas, inseticidas e adjuvantes. O fungicida e o macronutriente foram os insumos que mais sofreram alteração, com 47,1% e 19,7%, respectivamente.

Outros gastos que tiveram aumento significativo foram as despesas com seguros, transporte externo, armazenagem, impostos e taxas, manutenção de máquinas e despesas administrativas. Esse grupo somou 7,1% de aumento. Desses, o destaque fica com os impostos e taxas que subiu mais de 131%, se comparado com a safra passada.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCasal vê mulher com bebê em estrada, para pra ajudar e é assaltado
Próximo artigoAna de Armas é Marilyn Monroe em fotos do filme da Netflix

O LIVRE ADS