Cuiabanos formam fila para entrar em shoppings no 1º dia de reabertura

O distanciamento de 1,5 metro e aferição de temperatura agora fazem parte do ‘novo normal’ para quem pretende frequentar os estabelecimentos

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

A expectativa dos cuiabanos para voltar a frequentar os shoppings na tarde desta quarta-feira foi grande. Tanto que filas se formaram antes mesmo do horário determinado pela prefeitura (de funcionar das 14h às 22h, de segunda a sábado).

Os shoppings de Cuiabá tiveram as atividades suspensas por mais de dois meses, devido à pandemia do coronavírus. E para que uma nova suspensão não aconteça, os administradores adotaram medidas tecnológicas e de higiene, para assegurar a população de que voltar a frequentar os estabelecimentos é seguro.

Medidas de segurança

Foi o caso do shopping Três Américas, que adotou o espaçamento entre as vagas de estacionamento e investiram em biossegurança, câmeras termográficas e descontaminação de ambiente através de luzes germicidas.

O Shopping Três Américas investiu em tecnologia de câmeras termográficas com inteligência artificial e aviso sonoro para quem estiver sem máscara.(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Ao entrar com o carro em qualquer um dos shoppings, não será mais preciso tocar nos botões que emitem o ticket de estacionamento. No Pantanal Shopping, por exemplo, ao pagar a saída, uma funcionária do mall fica encarregada de distanciar quem fica à espera do pagamento e limpar a máquina digital cada vez que ela é usada.

Agora, o uso de máscaras, distanciamento, e aferição de temperatura fazem parte do ‘novo normal’ e mostrou ter sido bem aceito por quem esteve no local.

A capacidade dos estabelecimentos por enquanto será de apenas 30%, e os acessos à praça de alimentação estão temporariamente interditados, com previsão de reabertura no dia oito de junho.

Cinemas fechados

Já os cinemas, operações de entretenimento e atividades infantis, seguem inativos até novas orientações dos órgãos públicos.

Como reflexo da crise econômica causada pela pandemia, alguns estabelecimentos não abriram suas portas e deixaram o aviso de fechamento do negócio.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Mais uma palavrinha advinda da “novilingua” comunoglobalista: “novo normal”, é pra acabar mesmo.
    Isso não tem nada de “normal”, seja novo ou seja velho.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAção de despejo
Próximo artigoSecretário em isolamento

O LIVRE ADS