Cuiabá vai aguardar autorização do Ministério da Saúde para vacinar adolescentes

Prefeito Emanuel Pinheiro diz que há estuda o chamamento de pessoas entre 12 e 17 anos, mas depende do aval federal

(Foto: Reprodução/Agência Brasil)

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, disse que irá aguardar o aval do Ministério da Saúde para vacinar adolescentes contra a covid-19. Estados e municípios no Brasil começaram a imunizar adolescentes abaixo dos 18 anos, e, em Cuiabá, a faixa etária de chamamento está entre 18 e 24 anos.  

O prefeito disse nessa terça-feira (21) que estuda avançar o chamamento para as pessoas entre 12 e 17 anos, mas irá aguardar o Ministério da Saúde para oficializar a entrada em nova etapa. 

“Vamos seguir sempre a palavra final do Ministério da Saúde. Está havendo uma polêmica [entre Ministério e Estados], então, enquanto isso nós vamos pela paciência, pela responsabilidade e, por enquanto, vamos continuar a vacinação das pessoas com 18 anos pra cima”, afirmou. 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski decidiu na noite de ontem que Estados e municípios têm autonomia para começar a imunizar brasileiros com menos de 18 anos. 

Na semana passada, o Ministério da Saúde revisou a recomendação de vacinação de adolescentes contra a covid-19. O ministério passou a recomendar a vacinação apenas para os adolescentes entre 12 e 17 anos que tenham deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade. 

O ministro Lewandowski entendeu que a decisão da pasta não tem amparo em evidências acadêmicas e critérios estabelecidos por organizações e entidades internacionais e nacionais.  

O único imunizante autorizado para aplicação em adolescentes é o da Pfizer. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. O Prefeito de Cuiabá iria dar um passo à frente se decidisse vacinar os adolescentes de Cuiabá. As escolas necessitam imunizar os adolescentes, pois os alunos já perderam 2 anos de estudos e a variante Delta pode aumentar o contágio de covid na cidade. os jovens circulam muito e podem levar o viíus para suas famílias. Basta de mortes em Cuiabá e no MT.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMutirão MEI
Próximo artigoPai é preso por estuprar a filha de seis anos em MT