Cuiabá: número de recuperados da covid-19 é 86% maior que o de novos contagiados

Em 48 dias de pandemia, 80 pessoas já estão curadas na Capital. No Estado, 51% dos contagiados também já superaram a doença

(Foto: Iphan/Arquivo)

O número de casos recuperados em Cuiabá é 86% a maior que a quantidade de casos confirmados. Neste sábado, na Capital, 80 pessoas estão curadas da covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), Cuiabá contabiliza 43 casos confirmados de coronavírus. Desde o começo da pandemia, são 124 pessoas contagiadas com covid-19, em um universo de 247 testados positivamente no Estado.

Até agora, a Capital registrou apenas uma morte por covid-19, sendo que no Estado, são 9 óbitos.

Em Mato Grosso, mais da metade dos que ficaram doentes nos últimos 48 dias – 51,4% – já se recuperaram, totalizando 127 pessoas. Vinte pacientes permanecem hospitalizados, o que corresponde a 8,1% do total de infectados.

Do montante de internados, 11 estão em leitos de UTI, sendo 6 em hospitais privados e 5 em hospitais público. Nove pacientes estão em enfermarias, sendo 8 em hospitais privados e 1 em hospital público.

Nem todos os pacientes estão sendo mantidos em hospitais. É o caso de Primavera do Leste, onde dois contagiados estão isolados na enfermaria de uma UPA no município. Lá existem 6 casos confirmados, sendo que 4 estão sendo monitorados e dois já se recuperaram.

Depois de Cuiabá, Rondonópolis é a cidade mato-grossense com o segundo maior índice de contagiados por covid-19, sendo 54 pessoas. Deste montante, 26 estão recuperados e 28 seguem monitorados pela SES.

Leitos disponíveis

A taxa de ocupação dos leitos de UTI disponíveis no SUS para atender possíveis pacientes com covid-19, é de 4,8% neste sábado (25). Ao todo, estão disponíveis 99 leitos.

Segundo o decreto 462, publicado na última quarta-feira (22) pelo governador Mauro Mendes (DEM), enquanto a taxa de ocupação estiver abaixo de 60%, as medidas de quarentena devem ser flexibilizadas, e a atividade econômica deve se manter em funcionamento, assim como as atividades religiosas e os órgãos públicos.

Fonte: SES-MT

A recomendação principal do governo é o uso obrigatório de máscaras, a higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool 70% e o distanciamento social. O isolamento recomendado é o vertical – no qual o grupo de risco, principalmente, idosos acima de 60 anos – deve evitar sair à rua.

Em relação aos leitos clínicos – enfermarias – a taxa de ocupação no SUSU se situa em 0,2%, existindo 402 leitos disponíveis.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCongestionamento na quarentena: drive-thrus estão ‘bombando’ em Cuiabá
Próximo artigoAgente prisional leva ex-namorada à força para casa e a estupra, agride e ameaça