Cuiabá estreia no Brasileirão 2021 em casa e contra o Juventude

Dourado pegará um time tradicional da Série A já na segunda rodada, quando vai ao Rio de Janeiro para jogar contra o Fluminense

Foto Assessoria Cuiabá Esporte Clube

O Cuiabá vai estrear na elite do Campeonato Brasileiro em casa, em jogo contra o Juventude, time que voltará à Série A após 13 anos. A tabela de jogos foi divulgada nessa quarta-feira (24) pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 

A edição 2021 do Brasileirão começa no dia 29 de maio, um sábado. Ainda não há detalhes de dia e hora para cada jogo. Mas já se sabe que atual bicampeão, Flamengo, fará o primeiro jogo da liga nacional contra o Palmeiras, campeão da Copa do Brasil. 

A segunda partida do Cuiabá, como visitante, será contra o Fluminense. O Dourado será o time mais jovem do Campeonato Brasileiro em 2021. Há quase dois meses da estreia na Série A o time passa por dificuldades. Apesar de ter anunciado a contratação de jogadores nas últimas semanas, continua sem técnico. 

Limite de técnicos 

A tabela foi publicada após o conselho técnico da competição, realizado na tarde desta quarta-feira. No encontro, os participantes aprovaram um limite para a troca de técnicos durante o torneio. Pela nova regra, se um time demite o treinador, ele poderá inscrever apenas mais um profissional ao longo do campeonato. Em caso de nova demissão, o substituto tem de estar no clube há pelo menos seis meses. 

No cenário em que o comandante pede para sair, o clube não sofre com a limitação para trazer um novo profissional (assim como o técnico que for mandado embora). O treinador que se demitir, no entanto, não poderá fazê-lo novamente, caso contrário, não poderá ser inscrito por outra equipe na mesma edição. 

“É o fim da dança das cadeiras dos técnicos no futebol brasileiro. Vai implicar em uma relação mais madura e profissional e permitir trabalhos mais longos e consistentes”, argumentou o presidente da CBF, Rogério Caboclo, conforme nota divulgada pela entidade. 

Central do VAR 

A CBF também anunciou a criação de uma central de arbitragem de vídeo (VAR), que será instalada em um prédio próximo à sede da entidade, na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. Segundo Caboclo, a ideia é reduzir as chances de erro nas tomadas de decisão. O VAR foi alvo de muitas reclamações de jogadores, técnicos e dirigentes ao longo da última edição do Brasileiro. 

“É um escritório primoroso inspirado na central que existe hoje da NBA [liga de basquete masculino norte-americana], nas questões técnicas da arbitragem”, garantiu o dirigente. 

(Com Agência Brasil)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProcura das empresas por crédito cresce 12,7% em fevereiro
Próximo artigoMovimento Energia do Bem, criado pela Energisa, ajuda Mato Grosso a enfrentar a pandemia