CRO também questiona concurso

Entidades de classe se reuniram para debater processo seletivo anunciado pela Secretaria de Saúde de Mato Grosso

(Foto: Pixabay)

O Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT), representado pela cirurgiã-dentista e atual secretária Ana Paula Barbosa, participou de reunião realizada nesta semana pelo Sindicato dos Servidores da Saúde de Mato Grosso (SISMA/MT) para debater o processo seletivo 001/2022, da Secretaria de Estado de Saúde do Estado (SES-MT).

O foco do encontro, que reuniu conselhos de classes, sindicatos, profissionais da área da saúde e áreas afins, foram as possíveis ilegalidades contidas no edital citado, além do desrespeito com as carreiras, já que há 20 anos não há concurso público para as mesmas.

Durante a reunião, foram deliberados uma nota de repúdio assinada por todas as entidades presentes e um ofício conjunto, que será encaminhado ao Ministério Público (MP).

Da parte do CRO-MT, a autarquia também questionará o edital da SES-MT.

LEIA TAMBÉM

Foi solicitado também o cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), nº 001/2019, firmado com o Ministério Público, que exige a realização do concurso público. Além disso, foram destacados o princípio da isonomia salarial, a necessidade da garantia do plano de carreira do Sistema Único de Saúde (SUS) e a falta de dimensionamento da Gestão de Pessoas que justifique a contratação emergencial.

A exemplo de falta de isonomia salarial foi citado como referência o salário dos profissionais de enfermagem. No edital está previsto remuneração bruta de R$ 3,5 mil para o enfermeiro que trabalhar 40 horas semanais. Sendo que o piso salarial aprovado no projeto 2564/20, incluído na Lei 7.498/86 estabelece salário mínimo inicial para enfermeiros no valor de R$ 4.750.

Além do CRO-MT, estiveram nesta reunião representantes dos Conselhos Regionais de Nutrição, Serviço Social, Fisioterapia, Radiologia, Enfermagem, Medicina, Medicina Veterinária, Farmácia, Fonoaudiologia, Psicologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

Também compuseram o encontro representantes dos Sindicatos dos Profissionais de Enfermagem, dos Trabalhadores no Ensino Público, Nutricionistas, Central dos Sindicatos, membros do Fórum Sindical e do Observatório Social, da Ordem dos Advogados e representante estudantil.

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) também esteve presente, por meio dos assessores jurídicos.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRetorno do Show das Águas
Próximo artigoÉ justo que muito custe o que muito vale