CRM interdita ex-BBB: Marcos Harter é proibido de atender e operar em Mato Grosso

Conselho afirma que ele cometeu um "procedimento danoso com fundado receio de dano irreparável"

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O cirurgião plástico Marcos Harter, que participou dos realities Big Brother Brasil e A Fazenda e até já se candidatou a deputado federal, foi interditado pelo Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT).

A decisão publicada nesta quinta-feira (30) justifica que houve uma “prova inequívoca de procedimento danoso realizado pelo médico, com fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação”.

O edital de interdição cautelar é assinado pela presidente do CRM-MT, Hildenete Monteiro Fortes. A decisão foi tomada em sessão plenária, no dia 21 de janeiro.

Conforme o CRM-MT, o cirurgião está impedido de atender e operar pacientes pelo período de seis meses, a partir desta quinta-feira.

O Conselho não informou, porém, qual foi o procedimento que resultou na interdição do exercício profissional de Marcos Harter.

Recorrente

Marcos Harter mora em Sorriso (400 km de Cuiabá) e se envolveu em ao menos duas polêmicas que resultaram em sindicâncias contra ele no órgão.

No ano passado, uma investigação foi aberta depois que ele publicou, no Instagram, uma foto comendo dentro do centro cirúrgico, durante um procedimento.

Já no início de janeiro deste ano, ele foi acusado de ter violado as regras do Conselho Federal de Medicina que tratam sobre a concorrência desleal entre os profissionais.

O caso foi denunciado depois que ele publicou, na mesma rede social, propagandas com preços de procedimentos estéticos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRiva fecha delação e entrega esquema de 20 anos envolvendo 38 deputados
Próximo artigoWilson, o “inquisidor” dos sonegadores