Criança de dois anos é atropelada ao atravessar rua de condomínio fechado

O condutor do veículo, um rapaz de 20 anos, deverá responder por lesão corporal culposa; caso foi registrado no bairro Aroeira, em Cuiabá

Uma menina de apenas dois anos foi atropelada quando atravessava a rua em frente a uma praça do condomínio onde mora com a família. O caso foi registrado no bairro Aroeira, em Cuiabá, no último sábado (28).

Segundo a Polícia Civil, que atendeu a ocorrência, o acidente aconteceu por volta das 22h40, e envolveu um condutor de 20 anos. Sua identidade não foi revelada.

Consta no relato policial que o rapaz estava um veículo Ford Ecosport e, ao dirigir por uma rua projetada, fez uma curva para a direita e atingiu a criança, que atravessava a rua.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado e encaminhou a menina para o Pronto-Socorro de Cuiabá. Até a manhã desta quinta-feira (3), segundo informações do Pronto-Socorro, ela permanecia internada em uma UTI pediátrica.

Conforme a Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran), o local onde aconteceu o acidente não tem sinalização de trânsito. A equipe também informou que, pelos vestígios encontrados na via, é possível afirmar que o rapaz dirigia em baixa velocidade.

Ainda segundo a Deletran, um exame do bafômetro foi feito pelo condutor do carro, e teve resultado negativo.

De acordo com a polícia, um inquérito foi instaurado para apurar o caso. O jovem poderá ser indiciado por lesão corporal culposa – isto é, quando não há a intenção de provocar o acidente.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. A onde que uma criança de 2anos anda sozinha. A onde estava a bosta da mãe e do Pai fala sério tem gente que não merecia ter útero e tem homens que mereciam nascer estéril. Que raiva que me dá de gente assim.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRejeitos de barragem não atingiram rios ou áreas de preservação
Próximo artigoÀ la Rock in Rio. Nuun Garden prepara baladinha diferente no jardim