Criança chega a UPA com sangramento e médica desconfia de estupro e DST

A menina tem apenas três anos e a mãe disse não saber de nada

Imagem ilustrativa / Freepik

Uma menina de apenas três anos foi levada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Ipase, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), nesse domingo (31) com sangramento vaginal e, após exames, a Polícia Militar foi acionada por suspeitas de abuso sexual.

Assim que a menina chegou à unidade médica com a mãe, por volta de 12 horas, foram realizados exames ginecológicos e a médica que atendeu a criança sugeriu que havia suspeita de que ela havia sido estuprada e contaminada por uma doença sexualmente transmissível.

À polícia, a mãe da menina disse desconhecer que sua filha tenha sido abusada sexualmente. Questionada sobre quem teria feito isso com ela, a criança disse apenas o nome do irmão, de 10 anos.

Com isso, o Conselho Tutelar foi acionado e acompanhou a equipe militar até a casa da família, no Bairro Jardim Glória, em Várzea Grande, para buscar o irmão.

O menino foi encaminhado na viatura do Conselho Tutelar até a Central de Flagrantes para ser ouvido.

A princípio, o caso foi registrado como estupro de vulnerável e deverá ser investigado pela Delegacia da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPor uma direita unida
Próximo artigoMedeiros X Felipe Neto

O LIVRE ADS