CPI de Brumadinho

Senadores vão abrir CPI para investigar o rompimento da barragem da Vale em MG

(Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

Os senadores da 56° legislatura estão se mobilizando para abertura de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para investigar as causas do rompimento da barragem da mineradora Vale, em Brumadinho (MG). A senadora Selma Arruda (PSL-MT) foi uma das parlamentares a assinar o requerimento, que já possui 31 assinaturas e deve ser lido na próxima quinta-feira (07), em Plenário. O Regimento Interno exige o apoio de 27 parlamentares.

“Como senadora da República eu não posso me calar diante de um desastre com prejuízos ainda incalculáveis, principalmente no que tange à garantia da segurança das pessoas e do meio ambiente. Não podemos permitir que Mato Grosso, estado que me elegeu, e os demais estados da Federação, corram o risco de serem arrastados por esse mar de lama”, disse Selma, em sua página no Facebook.

O desastre ocorrido no dia 25 de janeiro provocou a morte de pelo menos 142 pessoas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, 194 vítimas ainda estão desaparecidas. A Senadora ficou muito comovida com a divulgação de que uma vítima das vítimas morou por 22 anos em Mato Grosso, na cidade de Arenápolis.

Em 180 dias, os senadores devem identificar os responsáveis pela tragédia e sugerir providências para evitar novos desastres.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro segue em repouso e sem compromissos oficiais
Próximo artigoVídeo: professora é atropelada ao tentar impedir o roubo de seu carro