CPA, Centro, Imperial e Bosque da Saúde são os bairros com mais casos de covid em Cuiabá

Número de bairros com moradores infectados aumentou em Cuiabá, de 49 para 55

O levantamento de casos de covid-19 em Cuiabá, divulgado nesta segunda-feira (27) pela Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, revela que o número de bairros em que há casos de moradores infectados pela doença aumentou.

No boletim da semana passada eram 49, agora são 55 bairros.

O Morada da Serra (CPA) segue em primeiro lugar, com oito casos da doença, seguido pelo bairro Centro, Jardim Imperial e Bosque da Saúde. Estes três têm seis casos cada um.

Nas sequência dos bairros com maior incidência estão Jardim das Américas e Jardim Itália, que figuram com cinco casos cada, enquanto o Altos do Coxipó, Dom Aquino, Duque de Caxias, Goiabeiras e Parque Atalaia têm quatro casos cada um.

Responsáveis pela pesquisa, o Instituto da Saúde Coletiva e a Faculdade de Geografia da UFMT apontaram o crescimento de 33,3% de casos em relação à semana passada, ou 4,3 casos por dia. Mas, segundo os pesquisadores, houve pequena redução de casos registrados nesta última semana, se comparada com a anterior (5 casos/dia).

O dado corresponde ao aumento de casos até o dia 25 de abril, período avaliado, em que a capital registrava 120 confirmações.

Os dados não incluem o resultado de novo boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde desta segunda-feira (27), em que Cuiabá somava seis casos a mais, totalizando 126 casos no total.

Menor que a taxa de incidência no Brasil

De acordo com o estudo, a taxa de incidência foi de 19,5 casos/100.000 habitantes, bem mais elevada que a incidência em Mato Grosso (7,0/100.000 habitantes), contudo muito inferior à taxa de incidência no Brasil, que é de 27,6/100.000.

Com um óbito desde a notificação do primeiro caso em 14 de março, a taxa de letalidade em residentes em Cuiabá é de 0,8%. Em 25 de abril, cerca de 66,7% dos casos encontravam-se recuperados e os demais em monitoramento.

Entre os 120 casos confirmados de COVID-19, os primeiros sintomas ocorreram em 12 de março, sendo o primeiro caso notificado no dia 14 de março. Na semana epidemiológica 11 (08 a 14 de março), foi notificado o primeiro caso de COVID-19 em residentes em Cuiabá; na semana seguinte já haviam sido notificados 07 casos.

Queda no número de notificações

O maior número de notificações ocorreu nas semanas epidemiológicas 16 (38 casos) e 14 (34 casos). O tempo médio entre a coleta de exames e a entrega dos resultados foi de 3,7 dias, sendo cerca de 58% dos exames realizados pelo Laboratório Central de Mato Grosso (LACENMT).

Somente dez indivíduos afirmaram ter viajado em período anterior ao início dos sintomas e, desses, a metade para o exterior.

A taxa de internação no período foi de 25,8%, com tempo médio de hospitalização de 4,9 dias. Entre os internados (31), 34,5% (11) ocuparam leitos de UTI e, desses, nove (81,8%) fizeram uso de suporte ventilatório, sendo um deles do tipo invasivo.

Óbitos

O indivíduo que veio a óbito em 15 de abril era do sexo masculino, branco, 70 anos, com nível médio de escolaridade. Em 02 de abril apresentou os primeiros sintomas (febre, tosse, dispneia, desconforto respiratório e diarreia) tendo sido internado em 14 de abril e no mesmo dia transferido para UTI pela necessidade de suporte ventilatório invasivo.

Também no dia 14 foi realizada coleta de material (secreção naso-orofaringe) para exame de RT-PCR, realizado pelo LACEN-MT.

Depois de concluída a nova pesquisa, mais uma pessoa morreu em Cuiabá. Era um morador do Rio de Janeiro, de 92 anos, que estava em visita a familiares. Ele morreu no último domingo (26).

Casos notificados de SRAG

Até o dia 25 de abril de 2020, foram notificados em Cuiabá 415 casos suspeitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

Desses, 11,3% (47) aguardam o resultado do exame para COVID-19. Entre aqueles que se conhecia o resultado (368), 233 (63,3%) foram descartados e 135 (36,7%) resultaram positivo para COVID-19, sendo 120 residentes em Cuiabá.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorManobra nas estatísticas?
Próximo artigoSecretário temporário