Covid-19: profissionais da saúde se dizem despreparados e amedrontados

Pesquisa da FGV aponta que 77,68% dos médicos compartilham o medo por causa da pandemia de covid-19

(Foto: Reprodução)

Mais da metade dos profissionais de saúde afirmam que não sabem lidar adequadamente com a crise sanitária causada pelo coronavírus. Ao todo, 64,7% disseram estar nessa situação. O dado foi revelado em uma pesquisa do Núcleo de Estudos da Burocracia (NEB), da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Foram ouvidos 1.456 profissionais de saúde de todo o país. As entrevistas foram feitas em ambiente online, no período de 15 de abril a 1º de maio.

Do total de entrevistados, somente 14,29% deles se sentem preparados para atuar no novo contexto.

O estudo também revela que os agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate à endemia (ACE) são os que se sentem menos capazes de enfrentar a atual conjuntura.

Apenas 7,61% desse grupo julgam estar prontos para encarar os desafios impostos pela crise. Já entre os profissionais de enfermagem, a proporção dos que se acham preparados é de 20,09%.

Apesar dos contrastes verificados com a regionalização e recorte de categoria profissional, há um elemento que todos compartilham: o medo. O grau mais elevado, de 91,25%, foi registrado entre os agentes comunitários e de endemias.

Depois aparecem os 88,24% de profissionais das equipes ampliadas da saúde, 84,31% dos trabalhadores da área de enfermagem e 77,68% dos médicos.

(Com Agência Brasil)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDesvio de função pública
Próximo artigoTJMT distribui kits com 5 litros de álcool e máscaras aos juízes

O LIVRE ADS