Covid-19: Cuiabá pede anulação de 57 ações com pedido de internação imediata

Decisões foram dadas ao longo de março e a prefeitura diz que o cumprimento delas infringiria o direito de pessoas que esperam há mais tempo

Imagem Ilustrativa (Foto: Prefeitura de Cuiabá)

A Prefeitura de Cuiabá entrou na Justiça para anular ações que obrigam o município a abrir vagas prioritárias de internação no Sistema Único de Saúde (SUS) para pacientes da covid-19. 

 O Tribunal de Justiça de Mato Grosso emitiu neste mês 57 liminares com ordem de internação imediata dos pacientes que recorreram judicialmente da prestação de serviço público. 

Conforme a prefeitura, a fila foi incrementada pelo colapso da saúde com a alta de demanda de pacientes da covid-19. Hoje, mais de 200 pessoas de Cuiabá e do interior de Mato Grosso aguardam por vaga em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). 

A Procuradoria Geral do Município (PGM) alega na contestação às liminares que acatar essas decisões infringiria o direito de outras pessoas que aguardam há mais tempo por internação no SUS e desorganizaria o banco de dados da fila de espera. 

“Estas decisões trazem enormes prejuízos ao interesse público e coletivo, já que desrespeitam o direito dos demais pacientes devidamente regulados pelo SUS, que aguardam a vaga na fila, além de desorganizar a gestão da política pública de combate à pandemia, que não depende apenas de recursos financeiros, mas principalmente de profissionais”, pontua trecho do recurso. 

A PGM afirma que o paciente não pode ser priorizado por judicialização da deficiência pública. A liberação de atendimento deve levar em conta padrões técnicos, médicos e cronológicos.  

“O gestor não pode ser compelido a internar um paciente menos grave porque ele obteve a decisão judicial favorável. Tal medida cria um SUS de duas portas”, argumenta. 

O Informe Epidemiológico divulgado nessa terça-feira (30) pela Prefeitura de Cuiabá informa que a ocupação dos leitos de UTI atingiu 100% nas duas últimas semanas de março.

A saturação decorre da alta média de novos casos por semana em Cuiabá que fechou o mês com 2.058 pessoas.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVacinação em Cuiabá tem fila, aglomeração e trânsito nesta quarta-feira
Próximo artigoAGU diz que lei da RGA para servidores do Judiciário de MT é inconstitucional