“Covarde, mentiroso, safado”: Stringueta diz ter sido ameaçado por Rogers Jarbas

Rogers teria dito, segundo Stringueta, que queria resolver o problema dos dois “de homem pra homem”

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O delegado Flávio Henrique Stringueta registrou um boletim de ocorrência contra o ex-secretário de Segurança Pública Rogers Jarbas, afirmando que na última quarta-feira (28) Jarbas o teria ameaçado no estacionamento do supermercado Big Lar.

No boletim, registrado no mesmo dia em que o fato teria acontecido, Stringueta disse que por volta das 10 horas da quarta-feira (28) estava passando suas compras no mercado, quando viu o ex-secretário e o cumprimentou.

Em seguida, foi em direção à sua motocicleta, que estava no estacionamento do mercado e, quando estava prestes a sair, Jarbas apareceu e pediu para conversar.

O delegado afirmou no boletim que o ex-secretário se mostrou “acintoso e provocativo”, ficando muito próximo dele e começando a conversa chamando-o de “covarde e mentiroso”.

Conforme o boletim de ocorrência, Stringueta teria tentado interromper a conversa, mas Jarbas continuou com os insultos ao delegado, também o chamando de “safado”.

Stringueta foi o responsável pela investigação do Caso dos Grampos. Durante as investigações, o ex-secretário de Segurança Pública Rogers Jarbas chegou a ser preso.

Rogers teria dito, segundo Stringueta, que queria resolver o problema dos dois “de homem pra homem”, “olho no olho”, dando a entender que queria confrontar fisicamente o delegado.

“O comunicante [Stringueta] ainda narra que Rogers disse que tudo foi armado contra ele e atribuiu ao dr. Orlando Perri a responsabilidade de sua prisão, que Rogers também disse que a dr. Alana havia mentido a respeito dele nos depoimentos dela”, consta no boletim.

O delegado Flávio Stringueta afirmou no registro do boletim que o ex-secretário teria dito que “acabaria com todos”. E perguntado sobre o que queria dizer com isso, ele teria dito que “reverteria tudo num processo e ainda ganharia dinheiro de todos”, consta no boletim.

Ao fim da “conversa”, Rogers teria voltado a falar para resolverem o problema “de homem pra homem” e pedido para o delegado marcar dia, hora e local para isso.

Stringueta se comprometeu a apresentar um CD com Imagens da conversa/ameaça.

O caso foi registrado na corregedoria geral da Polícia Civil e encaminhado ao corregedor Sérgio Medeiros. Flávio Stringueta irá representar criminalmente contra Rogers Jarbas.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProcon Estadual divulga videoaula sobre Direitos à Informação
Próximo artigoMercado financeiro reduz estimativa de inflação e projeta Selic em 6,25% ao ano

O LIVRE ADS