Correios entra oficialmente em plano de privatização do governo federal

Governo espera vender 100% da gigante estatal brasileira, o que facilitaria a retomada da economia após a pandemia

(Foto: Agência Brasil)

O Ministério da Economia colocou, nesta quarta-feira (14), os Correios no Programa Nacional de Desestatização (PND). A privatização é considerada uma das mais aguardadas da história e prometida por Bolsonaro desde a corrida presidencial de 2018.

O decreto foi publicado no Diário Oficial da União depois de o presidente Jair Bolsonaro autorizar a privatização. Dessa forma, a gigante estatal pode ser vendida ainda nos próximos meses.

“A União tem de concentrar os seus esforços nas atividades em que a presença do Estado seja fundamental para a consecução das prioridades nacionais”, informou o governo federal.

O repasse total dos Correios à iniciativa privada dependerá da aprovação de um projeto de lei que permita às empresas particulares prestarem serviços atualmente exclusivos da estatal.

Entretanto, o governo espera conseguir junto ao Congresso a aprovação para a privatização total da empresa.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro inclui Chapada dos Guimarães em plano para privatizar parques
Próximo artigoSindicato terá que pagar danos morais a servidora por uso indevido de sua imagem