Coronavírus se espalha na sede da Empaer e funcionários são mantidos em trabalho presencial

Um servidor está ha UTI há 7 dias e outros 3 testaram positivo para doença, mesmo após a desinfecção do prédio

Sede da Empaer, no Bairro Boa Esperança, em Cuiabá, durante desinfecção no dia 23 de junho (Foto: Eliseu Tirloni/ Empaer)

Apesar do contágio por coronavírus de três funcionários, a diretoria da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Agropecuária (Empaer) mantém colaboradores trabalhando de forma presencial, em sua sede no bairro Boa Esperança, em Cuiabá.

Conforme apurado pelo LIVRE, um funcionário foi contagiado pelo coronavírus e trabalhou de forma presencial durante toda a semana passada do dia entre 22 e 26 de junho.

No último final de semana, os sintomas se agravaram e ele precisou ser internado em UTI, onde permanece há sete dias em estado grave.

Na segunda-feira (29), os funcionários que estão trabalhando presencialmente não foram informados da situação e cumpriram o expediente até às 13h30, como de costume.

Na tarde daquela dia, o ambiente foi desinfectado, mas os funcionários não foram alertados de que houve a presença de pessoa contagiada por covid-19 trabalhando na empresa.

Outra desinfecção tinha sido realizada uma semana antes, na terça-feira (23), e mesmo assim, não evitou que o vírus proliferasse no ambiente.

Durante esta semana, outros três funcionários ficaram doentes, e trabalharam normalmente até quinta-feira (2), inclusive uma diretora da unidade está entre os contagiados.

Apenas nesta sexta-feira (3) é que os servidores que testaram positivo com covid não cumpriram expediente.

O interlocutor dos servidores afirma que apesar de ter havido dispensa das pessoas que fazem parte do grupo de risco, ainda existe um considerável número de trabalhadores que estão sendo mantidos na sede, na modalidade rodízio. “Em média são 4 a 6 funcionários por setor”, informa.

O que diz o presidente da Empaer?

O presidente da Empaer, Renaldo Loffi, concedeu entrevista ao LIVRE, por telefone, e negou a existência de outros três funcionários com covid-19, dizendo apenas que um servidor está com a doença.

Loffi disse que a sede da Empaer passou por desinfecção na última segunda-feira, e deverá será desinfectada novamente no início da próxima semana.

“São cerca de 10 a 12 funcionários trabalhando presencialmente. A unidade tem aproximadamente 80 servidores, e a maioria está na modalidade de teletrabalho. Os que estão trabalhando presencialmente, não tem como serem dispensados”, afirma.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Não. Adianta desinfectar . desinfecta mas a empresa não faz sua parte em.relacao a limpeza
    Não tem água sanitária limpa as salas uma vez por semana muitas vezes falta papel nós banheiros e álcool .para manter limpeza funcionário tem que levar álcool.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMorre Marília Beatriz
Próximo artigoPrefeitura de Cuiabá recebeu mais de 8 mil denúncias de aglomeração desde o começo da pandemia

O LIVRE ADS