Coronavírus leva casas de shows de Cuiabá a suspenderem eventos

Programações começam a ser revistas e eventos são cancelados

(Imagem ilustrativa/Freepik)

A confirmação de um caso de contaminação pelo coronavírus em Cuiabá e a publicação do decreto do Governo de Mato Grosso com medidas de segurança levaram empresários do entretenimento a suspenderem sua programação. Outros diversos eventos realizados em espaços culturais da cidade também vêm sendo cancelados.

Já comerciantes do ramo alimentício – que teriam grandes prejuízos caso fechassem suas portas, como donos de bares, restaurantes e lanchonetes têm reforçado os cuidados com higienização – com prática da higiene frequente de funcionários, maior distância entre as mesas e desinfecção de objetos e superfícies.

Casas de show

Os proprietários da Valley, casa de shows sertanejos, decidiram pela suspensão das atividades até o dia 3 de abril. O período de interrupção pode se estender caso seja necessário. A direção pede que os clientes fiquem atentos aos canais oficiais para novos comunicados.

O Malcom Pub, um dos espaços mais frequentados da capital, em nota, divulgou que suspende as atividades até o dia 5 de abril, seguindo às recomendações do Governo de Mato Grosso e também o da Prefeitura de Cuiabá. Segundo o texto, para “garantir o conforto, saúde e bem-estar de nossos clientes e colaboradores”.

Seguindo recomendações das autoridades políticas, o Malcom cancelou até mesmo show internacional do Double You

O show internacional do Double You, que seria realizado no dia 21 de março e o da banda de rock brasileira CPM 22 foram adiados em uma ação conjunta com os artistas.

“Informaremos as novas datas assim que ultrapassada a crise e autorizada pelas atrações. Na próxima semana divulgaremos a política de devolução de valores dos ingressos antecipados destes eventos àqueles que tiverem interesse no ressarcimento”.

Outra casa com ambiente fechado, a Musiva, também seguirá as recomendações das organizações de saúde. Nesta tarde anunciaram o cancelamento dos shows da dupla Matheus & Kauan e e do evento Isso é Churrasco, com Fernando e Sorocaba, remarcados respectivamente, para os dias 26 e 6 de junho.

“Os ingressos adquiridos continuam valendo para o show na nova data. No momento o mais importante é a precaução para evitar a propagação do COVID-19”.

Bastante frequentado na Praça da Mandioca, o Bar do Bigode também vai fechar. “Estamos suspendendo nossa programação cultural por tempo indeterminado para prezar pela saúde e bem-estar de nossos clientes e colaboradores”, anunciou a direção.

Já a casa de música eletrônica Vozz club manterá a programação, de acordo com o sócio-proprietário Igor Noda. “Abrimos no fim de semana e a casa estava cheia”.

A Vozz manterá as atividades de sua programação

A direção da casa de show Lua Morena também comunicou que segue com as atividades nos próximos dias: quinta-feira, sexta-feira e sábado, mas, com uma série de cuidados. O público será limitado a 200 pessoas e haverá espaçamento entre as mesas, bem como reforço na assepsia do local.

A única alteração divulgada até o momento é o adiamento do evento que celebraria 40 anos de carreira de Roberto Lucialdo nesta sexta-feira (20) para o dia 7 de abril, véspera de feriado.

Bares, restaurantes e lanchonetes

A presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Mato Grosso (Abrasel-MT), Lorena Bezerra, diz que seus associados, estão agindo com muito rigor. “Nada de alarmante, apenas seguindo recomendações. Neste momento, precisamos fazer a economia girar”.

“Recebemos orientações da Abrasel para redobrar os cuidados em nossos estabelecimentos. Já trabalhamos com boas práticas, mas temos reforçado as orientações junto a nossa equipe”. Uma delas, é manter distância segura entre as mesas.

Inclui-se no pacote de medidas, orientação aos funcionários para que lavem as mãos com bastante frequência, do pessoal da cozinha/salão/atendimento, até os clientes. Todas as pias devem estar abastecidas com sabão, papel-toalha e álcool 70%.

O álcool gel deve estar à mão especialmente, para caixas e garçons que não podem deixar o posto para lavar as mãos com frequência.

Pratos, copos e talheres tem sido higienizados por um profissional usando luvas. De preferência, talheres devem estar acondicionados em plásticos e quanto ao ar-condicionado, deve ser checado se os filtros estão limpos e manter o ambiente o mais bem ventilado o possível.

Shoppings

Direção do Pantanal Shopping suspendeu eventos com aglomeração como medida preventiva para segurança dos clientes

O Pantanal Shopping também se posicionou dizendo que tem tomado todas as medidas pela segurança de seus clientes. Os eventos com aglomeração foram suspensos temporariamente como medida preventiva para garantir a segurança e bem-estar de todos aqueles que frequentam as dependências do equipamento.

E também foram aumentados os pontos de álcool em gel e tem sido realizados testes microbiológicos em área críticas como banheiros, fraldários e praça de alimentação

O Pantanal Shopping reforça também que aumentou a adoção de práticas de limpeza de áreas muito tocadas, como botões de elevador, corrimãos de escadas e escadas rolantes, balcões, mesas e bandejas, além de adotar uma campanha de conscientização com colaboradores, clientes e lojistas. O empreendimento reitera que segue funcionando normalmente.

A assessoria do Várzea Grande Shopping declara que houve aumento do número de pontos de álcool gel, nas alas e banheiros do shopping. Há comunicação visual por todo o espaço, com orientações sobre o coronavírus. Seguranças estão preparados para tirar dúvidas e encaminhar casos suspeitos.

Outro que ampliou o número de pontos de álcool gel é o Shopping Estação Cuiabá. Eles estão distribuídos por corredores de acesso ao shopping, banheiros e praça de alimentação.

Na praça de alimentação, a assepsia também foi reforçada, a direção está atenta também aos condicionadores de ar e exaustores, constantemente limpos. A distância entre as mesas da praça de alimentação também foi ampliada.

Cancelamentos de eventos em Cuiabá

Até mesmo lançamentos de livros ficaram comprometidos com o clima de tensão. A Editora Entrelinhas anunciou no fim desta manhã que vai adiar o lançamento da nova obra do escritor Juliano Moreno.

O lançamento que ocorreria no dia 24 de março, no Sesc Arsenal, foi suspenso sem previsão de nova data. “Outros três escritores tiveram o lançamento de seus livros adiados”, ressalta a editora Maria Tereza Carracedo.

O projeto cultural Arvinte, que trabalha com residências artísticas na cidade finaliza a temporada de ocupações de prédios públicos no dia 23 com ensaios abertos.

Teatros e museus

O Governo de Mato Grosso e a Prefeitura de Cuiabá, mesmo com a divulgação de seus respectivos decretos, deve anunciar em breve quais serão as medidas adotadas para seus respectivos espaços culturais como teatros e museus.

No Zulmira Canavarros, teatro da Assembleia Legislativa, o 1º Simpósio Legislação e Políticas Públicas: Combatendo a Violência e Promovendo os Direitos Humanos das Mulheres pela Equidade) foi suspenso. Direção do teatro e a produção do show de Oswaldo Montenegro que aconteceria no dia 5 de abril, estão em negociação.

A direção do Instituto Ciranda, por precaução, também achou por bem cancelar o concerto que seria realizado nesta quinta-feira (19). Também foram suspensas as aulas de música, pelo menos, até o dia 27 de março quando publicarão novo comunicado.

O Centro Cultural da UFMT abriga o Museu de Arte e Cultura Popular e o Cineclube Coxiponés (Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Teatro da UFMT, atividades do Cineclube Coxiponés e o Museu de Arte e Cultura Popular também não acontecerão nas próximas semanas, já que a UFMT por meio de nota, comunicou sobre a suspensão de aulas da graduação e pós-graduação.

Segundo a direção do Cine Teatro, que mantém também a MT Escola de Teatro, as atividades desta semana foram suspensas, o que inclui a sessão de cinema do Temporada Filmes e os espetáculos Karaokê do Amor e Bereu. Haverá apenas recepção dos novos alunos da MT Escola de Teatro que farão matrículas.

Decreto do Governo

À ocasião da assinatura do decreto, o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, disse que o documento determina que eventos superiores a 200 pessoas sejam suspensos.

Recomendou também que eventos privados sejam suspensos. “Porque ainda não estamos naquela fase que nós podemos determinar a suspensão privada, mas podemos fazê-lo se houver uma mudança no cenário”.

Entretanto, enfatizou o governador, a realização desses eventos privados deverão seguir rigorosamente os protocolos disponíveis pelo Ministério da Saúde para essas situações.

“O governo vai fiscalizar esses eventos, se acontecer – muitos estão sendo cancelados por iniciativa própria das entidades privadas. Nós estamos ainda em uma fase inicial, que não é correto fazer essa antecipação de determinar, porque isso também poderia trazer a paralisia das atividades públicas e privadas no Estado de Mato Grosso”.

(Colaborou Vinicius Bruno – Atualizada às 23h50)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUTIs: governo de MT cria leitos e avalia recorrer à rede particular
Próximo artigoCoronavírus em Cuiabá: antigo pronto-socorro terá leitos exclusivos

O LIVRE ADS