Coronavírus: governador cobra que ministro esclareça qual será o auxílio a MT

Governador aproveitou reunião para fazer balanço ao ministro das ações realizadas no Estado para combater a pandemia

(Foto: Mayke Toscano/Secom-MT)

Em reunião por videoconferência dos governadores do Centro-Oeste com o ministro da Saúde, Nelson Teich, na tarde desta quinta-feira (30), o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, pediu esclarecimentos sobre o valor do auxílio que será disponibilizado para o Estado.

Mauro justificou que o Estado precisa saber qual será o aporte do Ministério da Saúde para o combate à pandemia de coronavírus para poder planejar as ações e obter os melhores resultados para a população.

“Nós só recebemos até agora as 10 UTIs que o Ministério mandou e alguns EPIs [Equipamentos de Proteção Individual], que compartilhamos com as nossas unidades e com os municípios. Recebemos um recurso da parcela extra do teto MAC e estamos nos virando com o que podemos em relação a essas despesas extras. Então a pergunta que temos é qual a diretriz objetiva da estratégia do ministério para que possamos, com esta clareza, planejar um pouco mais o quanto devemos continuar correndo no mercado internacional em busca de equipamentos”, relatou o governador.

O chefe do Executivo Estadual reforçou que é necessário saber a quantidade de testes, EPIs, respiradores e demais equipamentos que o Ministério da Saúde irá enviar para Mato Grosso.

“Sabemos que o Ministério tem dificuldades e só queremos ter a ciência, de forma objetiva, do que o Ministério tem planejado para Mato Grosso e no que vai poder ajudar. Nesse momento de dificuldades, não podemos planejar com incertezas”, afirmou.

Ainda na reunião Mendes fez um balanço ao ministro da atuação do Estado no combate à pandemia, desde às determinações de isolamento social até os investimentos para ampliar a capacidade de leitos a rede pública.

O governador destacou que a taxa de ocupação das UTIs reservadas para casos de Coronavírus é de 4,8%, a segunda menor taxa do país entre os estados.

“A situação no Estado está sob controle no momento. A curva de contaminação está abaixo das projeções iniciais. Vamos entragar na próxima semana um hospital com 210 novos leitos na região da Grande Cuiabá. Também estamos criando leitos em todo o interior”.

Outra medida citada pelo governador foi a obrigatoriedade do uso da máscara. Mato Grosso foi pioneiro na aplicação dessa providência e tem feito uma ampla campanha de conscientização.

“Estamos fazendo fortes campanhas para que a população adote as medidas de restrição do convívio social e continuamos a proibir eventos, festas e aglomerações. Estamos seguindo os protocolos da Organização Mundial de Saúde”.

Em sua fala, o ministro Nelson Teich afirmou que possui uma projeção de recursos e de equipamentos para ser distribuídos aos estados, e que irá discutir o tema com sua equipe técnica. “O nosso foco é ajudar os estados e municípios a ajudar as pessoas”, disse ele.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDia do Trabalhador: confira o que funciona no VG Shopping
Próximo artigo0800 da Saúde recomenda ir a hospital só quando quadro é gravíssimo