Coronavírus: empresa de médico cuiabano doará R$ 1 milhão para o SUS

Valor doado pela Espaçolaser será empregado em medidas contingencias que visam a minimizar os impactos do novo coronavírus

A Espaçolaser anunciou a doação de parte de sua receita dos próximos dois meses para o Ministério da Saúde.

Segundo a marca, o valor deve chegar a R$ 1 milhão e será empregado em medidas contingencias que visam a minimizar os impactos do novo coronavírus, causador da Covid-19.

O empresário e médico cuiabano Ygor Moura é Co-CEO da marca e compartilhou o feito em suas redes sociais. “Vamos todos ajudar”, escreveu. Ao lado de Paulo Morais, outro Co-CEO da Espaçolaser, junto ao comitê de crise, viabilizaram uma força tarefa para promover a doação dos recursos para o Sistema Único de Saúde e para reforçar os padrões de higiene já adotados em todas as unidades da empresa.

“Como uma empresa de saúde e bem-estar, é parte da nossa missão contribuir para o controle da disseminação da doença de forma a retomarmos com segurança rotina da sociedade, o mais rápido possível”, afirma Morais.

Ele explicou ainda que já estão em contato com autoridades para discutir as melhores formas de destinar a quantia.

Unidades abertas

Por enquanto, a maior parte das 520 unidades da Espaçolaser seguem abertas. Caso um cliente esteja com suspeita ou teve contato com o vírus, ele poderá cancelar ou reagendar as suas sessões gratuitamente.

“Empregamos mais de 1,5 mil profissionais de saúde, que sempre cumpriram de forma rígida todas as regras de higiene. Agora, mais do nunca, vamos seguir priorizando a saúde tanto dos nossos clientes, quanto do nosso time, que são prioridade para nós”, disse Moura.

Outras doações

Nesta terça-feira, 17, a Fifa também comunicou a doação de US$ 10 milhões para o Covid-19 Solidarity Response Fund, da Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, o Burger King também anunciou a doação de cerca de R$ 1 milhão para o SUS.

Segundo a empresa, parte de toda a receita líquida de qualquer sanduíche vendido na rede será destinado Sistema Único de Saúde. A companhia ainda não esclareceu como a parceria será feita.

Outras empresas também estão criando alternativas para contribuir com seus colaboradores neste período. A Uber, por exemplo, informou que irá remunerar por até 14 dias os motoristas e entregadores de sua rede que precisarem parar de trabalhar por causa da doença.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBraseiro tem nova data devido a pandemia do Coronavírus
Próximo artigoShoppings abrem em novo horário; um autoriza lojistas a “baixar” portas