Contrabando de defensivos agrícolas no Brasil: onde mora o perigo?

Entre 2017 e 2019, o registro de roubos e furtos de defensivos aumentou 131% em Mato Grosso

Nos sete primeiros meses de 2021, o número de prisões relacionadas ao crime organizado aumentou 184%. Entre as cargas roubadas ou contrabandeadas mais valiosas estão os defensivos agrícolas. Um dos maiores produtores do Brasil, em Mato Grosso esse tipo de crime é constante e tira o sono dos produtores.

Entre 2017 e 2019, o registro deste tipo de crime aumentou 131%, no Estado. No primeiro ano, 63 ocorrências de roubos e furtos de agroquímicos entraram para a estatística. Já em 2019, foram 146 casos registrados.

O número só caiu na pandemia: no ano passado, 110 boletins foram feitos.

Nesta quarta-feira (4), a Polícia Federal deflagrou a segunda fase da Operação Envenenada contra o ingresso no país, transporte e comercialização de agrotóxicos ilegalmente importados.

A ação cumpriu mandados em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná.

Onde mora o perigo?

Pesquisador do Instituto Pesquisa e Ensino Avançado, o Ipea, Rodrigo Fracalossi de Moraes tentou responder a pergunta analisando laudos periciais de produtos apreendidos no Brasil entre 2008 e 2018.

A análise é feita com base nas quase 1,3 mil apreensões de defensivos contrabandeados ou com suspeita de serem falsificados e/ou adulterados.

A resposta encontrada foi que, do ponto de vista toxicológico, os produtos não diferem muito dos que têm licença para serem comercializados no Brasil.

Foto: Agência Brasil

“Também não há evidência de que produtos contrabandeados sejam em grande medida falsificações: em quase todos os casos, o conteúdo da embalagem correspondia ao descrito no rótulo”, ele explica.

Por outro lado, há grande probabilidade de haver produtos altamente tóxicos em produtos apreendidos sem rótulo. Acrescentam-se ainda os riscos adicionais em função de seu acondicionamento precário.

Para o pesquisador, então, o perigo mora na utilização do produto de um modo geral.

“O contrabando de agrotóxicos pode ser um problema em função de sua potencial associação a atos de violência e corrupção, assim como à saúde e ao meio ambiente decorrentes”, explica o autor.

Riscos

Os agrotóxicos são produtos químicos que alteram a composição da flora e da fauna com o objetivo de evitar que doenças, insetos ou plantas daninhas prejudiquem as plantações. Apesar dos benefícios apontados, o uso pode apresentar riscos.

Entre eles, contaminar a água e o solo, fazendo com que seus componentes possam ser levados por meio da chuva e dos ventos.

Um exemplo de contaminação foi retratado em um estudo da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) que verificou a contaminação por agrotóxicos do leite materno de mães que moravam em áreas urbanas.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrefeitura de VG institui gabinete em busca de redução de índices de criminalidade
Próximo artigoFestival de guloseimas movimenta lojas do Fort Atacadista em Cuiabá e Várzea Grande