Contagem regressiva para The Witcher: saiba tudo sobre o “continente”

Na série que é nova promessa da Netflix, mundo é repleto de criaturas mágicas

Foto: Reprodução/O Livre

The Witcher será lançada ainda nessa semana, no dia 20, na Netflix. Porém, apesar da enorme popularidade do game The Witcher 3: Wild Hunt, é nítido que a série irá atrair olhares curiosos sobre a mitologia desse universo sombrio criado por Andrezej Sapkowski.

Portanto, não há melhor hora para criar um resumo para você entender melhor o que acontece no “continente”, como é chamado o cenário da história, repleto de criaturas mágicas e elementos sobrenaturais.

Aproximadamente 1.500 anos antes dos eventos vistos na série, um cataclismo conhecido como “Conjunção das Esferas” mudou radicalmente o Continente para sempre. Uma destruição multiversal rasgou buracos na realidade, trazendo assim monstros de outras existências para o Continente, prendendo-os ali e levando-os a se lançarem contra as Raças Anciãs.

No continente, a humanidade estava dividida em dois grandes blocos de poder: existem os Reinos do Norte, um conglomerado fracamente aliado de nações menores lideradas por Cintra e, no sul, o Império Nilfgaardiano. Várias guerras de invasão foram travadas entre o Império e os Reinos do Norte – incluindo a que desencadeou os eventos da narrativa da série que adaptará os livros.

Para entender melhor o que seria um “Witcher”, é preciso encarar como se esses personagens fossem verdadeiros caçadores de recompensas. Como o continente é infestado por criaturas perigosas, eles acabam encarregados por exterminar esses seres. Os contratos podem variar entre pequenas vilas de camponeses a até mesmo a realeza mais alta da sociedade.

Geralt de Rivia (Henry Cavill) é o bruxo titular, conhecido como Lobo Branco pela cor de seu cabelo (alterado pelos mutagênicos avançados aos quais ele foi exposto em seu treinamento para virar um Bruxo). Ele percorre o mundo aceitando empregos e matando monstros.

Ciri (Freya Allan) é o filhote de leão de Cintra, a última princesa sobrevivente de sua família real após a brutal invasão do reino por Nilfgaard. Ciri é perseguida pelo Império não apenas por seu status de herdeira do trono de Cintran, mas por seu sangue além do direito real: Ciri é uma fonte poderosa, capaz de manejar magias incrivelmente potentes transmitidas por sua família ao longo de gerações.

Inicialmente desvinculado de qualquer uma dessas pessoas, há um terceiro e muito importante personagem: Yennefer de Vengerberg (Anya Chalotra). Nascida com uma severa curvatura da coluna vertebral exacerbada por uma infância de abuso, Yennefer também é uma Fonte, ou seja, uma bruxa que consegue manipular magia com extremo poder.

The Witcher estreia no dia 20 na Netflix e você não deve perder, pois existe muita qualidade nessa saga.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTRE cassa mandatos de prefeito e vice que compraram votos com abastecimento grátis
Próximo artigoCotonicultura: MT encerra 2019 com a maior safra da história