Conta de luz: fatura pode vir até 16% mais cara em 2022

Aneel diz que vem estudando medidas para conseguir reduzir esse impacto no bolso dos brasileiros

(Foto: Freepik)

A estimativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) é que a conta de luz dos brasileiros possa ficar até 16,6% mais cara a partir do ano que vem. O motivo para isso é a crise hídrica que já afeta grande parte do país.

A afirmação foi feita pelo superintendente de Gestão Tarifária da Aneel, Davi Antunes Lima, na segunda-feira (16), quando ele participou de um debate promovido na Câmara dos Deputados.

De acordo com Lima, a Aneel vem adotando medidas técnicas que podem reduzir esse impacto no bolso do consumidor. Mesmo assim, algum custo extra ainda seria repassado para a população.

LEIA TAMBÉM

Ele citou que para 2021, por exemplo, a estimativa inicial da agência era de que as contas ficassem quase 19% mais caras. Após uma série de ações, no entanto, a previsão é que o custo das faturas não suba mais que 9%.

Para o ano que vem, a Aneel aposta na privatização da Eletrobrás. O valor da venda da estatal pode chegar a R$ 8,5 bilhões e parte desse dinheiro poderia ser usado para amenizar o custo extra para se produzir energia elétrica em tempos de seca.

Se essa medida for mesmo colocada em prática e surtir os efeitos que a Aneel espera, no lugar dos 16,6% previstos hoje, a conta aumentaria “apenas” 10,7% em 2022.

(Com informações da Gazeta do Povo)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVolta às aulas: primeiras semanas têm evasão, poucos profissionais e apreensão
Próximo artigoComandante da PM hackeado