Constrangimento

Candidata ao Senado não se desgrudava do presidente na hora do almoço

A popularidade do presidente Jair Bolsonaro é tanta que políticos ou neopolíticos dos mais diversos matizes fazem de tudo para colar sua imagem ao do “capitão”.

Muitos acham que, mais importante do que divulgar as próprias qualidades políticas, é mostrar que se tem certa afinidade ou intimidade com Bolsonaro. Acreditam que este seja meio caminho andado rumo à eleição.

Nesta sexta-feira (18), em Sorriso, a candidata ao Senado pelo Patriota, Coronel Fernanda, teria causado constrangimentos, senão no próprio presidente, ao menos nos envolvidos na organização do almoço oferecido à comitiva.

Segundo uma fonte do LIVRE, a tenente-coronel não havia sido convidada para o almoço, mas como não saía de perto do presidente, foi entrando e acabou fazendo o prato e se sentando no lugar mais nobre da mesa: ao lado do presidente.

“Foi preciso que três pessoas fossem falar com ela, para que ela se sentasse em outro lugar”, disse a fonte.

Em release enviado à imprensa, a assessoria informou que “a militar foi a única que teve o apoio declarado do presidente na eleição suplementar ao Senado”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAdolescente é apagada com uma paulada, levada para matagal e estuprada
Próximo artigoDetento é torturado em presídio por colegas de cela acharem que ele é homossexual