Consórcio de prefeitos para compra direta de vacina quer fechar negócio em 30 dias

Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro deve ser eleito para representar cidades da região Centro Oeste no grupo

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

O consórcio de municípios formado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) – que busca fazer uma compra direta de vacinas contra a covid-19, sem depender do governo federal – pretende fechar negócio com laboratórios em 30 dias. A intenção é formular uma proposta para a compra de 20 milhões de doses. 

A informação foi divulgada nesta segunda-feira (29) pela Prefeitura de Cuiabá. O consórcio agrupa 2.598 municípios, representando cerca de 150 milhões de pessoas. 

Os signatários se reuniram em videoconferência hoje pela manhã para a definição de nomes para a composição da direção. O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) deve ser eleito como o representante do Centro Oeste. 

Cuiabá estima a compra de cerca de 800 mil doses como ação suplementar ao Plano Nacional de Imunização (PNI). A quantidade foi divulgada pelo prefeito há pouco de duas semanas. Esse volume deve custar cerca de R$ 40 milhões. 

“O consórcio vai auxiliar na segurança jurídica e na facilidade de adquirir produtos com preços mais em conta porque as aquisições serão em grande escala. Estou muito honrado em poder fazer parte da diretoria e representar a região do Centro Oeste”, disse. 

Além de Cuiabá, outros 14 municípios de Mato Grosso são signatários do grupo para a compra direta de vacina com as farmacêuticas. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLucros de estatais caem até 44% e governo começa a ser afetado
Próximo artigoJuiz mantém sentença de Chica Nunes