Consequências do isolamento social: inflação de 2021 chegou a 10,06% ao ano

É a maior taxa registrada pelo IBGE desde o fim do governo Dilma Rousseff

(Foto: Freepik)

Uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que a  inflação de 2021 fechou o ano com aumento de 10,06%. A pesquisa foi divulgada nesta terça-feira (11).

De acordo com o instituto, essa é a maior taxa acumulada no ano desde 2015, durante o governo Dilma Rousseff (PT), quando registrou 10,67% no ano.

O índice ficou acima da meta definida pelo Banco Central, de 3,75% para o ano passado, com tolerância de 1,5 ponto porcentual para cima ou para baixo, podendo chegar até a máxima de 5,25%.

Inflação em todos os setores

Esse é o primeiro ano que a inflação foi registrada em todos os setores da economia nacional.

Entretanto, a inflação foi mais acentuada nos setores transportes (21%), habitação (13%), e alimentação (8%)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTroca de secretários
Próximo artigoReforma e ampliação escolar