Conheça os 5 problemas mais comuns que podem afetar a pele do bebê

E descubra quais são os tratamentos mais indicados

xx

A pele humana é bastante sensível, e isso é ainda mais relevante quando falamos da pele do bebê. Diversos problemas podem afetar a delicada pele, porém não costumam ser graves e, na maioria das vezes, não devem deixar os pais alarmados. Veja abaixo quais são os cinco principais problemas que podem acometer a pele dos bebês e quais são os tratamentos mais indicados.

Brotoejas

Com as glândulas sudoríparas ainda em desenvolvimento, a saída adequada do suor pode ser impedida pelos poros bloqueados. É aí que as pequenas bolinhas vermelhas ou esbranquiçadas comuns na delicada pele infantil podem ocorrer em áreas como axilas, pescoço e nas dobrinhas, causando coceira e vermelhidão.

Para tratar é recomendado dar banhos no bebê ao longo do dia, deixando a pele fresquinha, e utilizar roupas de algodão para facilitar a transpiração.

Dermatite de contato ou assaduras

Quando a área delimitada pela fralda acumula muito calor e umidade, ou quando há a falta da higiene adequada, ocorre a dermatite de contato, que nada mais é que a famosa assadura. Com isso, tanto a área afetada quanto algumas dobrinhas acabam inflamando, apresentando vermelhidão, ardência e coceira.

Para prevenir essa condição, troque a fralda frequentemente e, na hora do banho, dê preferência aos sabonetes neutros. Como tratamento, higienize bem o local da assadura e deixe a pele respirar por um tempo antes de colocar a fralda limpa. É recomendado também o uso de pomadas próprias para assadura.

Dermatite seborreica ou caspa

Muito comum nos bebês, a dermatite seborreica é uma espécie de inflamação que causa o aparecimento de pequenas partículas brancas e oleosas no couro cabeludo, atrás das orelhas e em outras partes do corpo. Durante os banhos mornos, remova delicadamente as crostas formadas com uma esponja macia de banho, ou faça uso de óleos naturais específicos para a pele infantil, removendo as crostas com o auxílio de um algodão. Caso a condição não melhore, procure o dermatologista para saber como prosseguir com o tratamento.

Acne neonatal

Espinhas em bebês? A resposta é sim, e o nome que elas levam é o de acne neonatal, ou pustulose cefálica neonatal. Elas aparecem no rosto do bebê como pequenas bolinhas vermelhas – que podem ter pontos de pus – sobretudo no nariz, bochechas e queixo. Apesar do nome, não é como um quadro de acne que ocorre em adolescentes ou adultos. As bolinhas podem surgir no primeiro mês de vida, e as causas são desconhecidas, podendo ter relação com os hormônios da mãe. Não requer tratamento e costuma sumir sozinha. Os pais não devem espremer ou mexer nas lesões, pois isso pode causar infecções ou inflamações.

Dermatite atópica

Essa é uma doença hereditária que deixa a pele do bebê seca e inflamada, provocando vermelhidão, coceira e descamação. Também chamada de eczema, atinge principalmente as dobras dos braços, cotovelos e a área atrás dos joelhos, podendo, em casos mais sérios, desencadear um sangramento nessas áreas.

Banhos quentes devem ser evitados pelo fato da água mais aquecida aumentar o ressecamento. O tratamento é feito à base de corticoides e hidratantes neutros, receitados pelo dermatologista, para aliviar o ressecamento e a coceira.

Para deixar o bebê ainda mais protegido, é recomendado manter a amamentação até os seis meses de vida da criança, para reforçar sua defesa. Em relação às roupas, opte pelas de algodão, que colaboram para que a pele respire melhor. Além disso, evite manter o recém-nascido com muitos cobertores para que não haja suor e umidade em excesso e, consequentemente, a proliferação de germes. Substitua os lenços umedecidos por algodão com água morna para passar sobre a pele e use hidratantes próprios para bebês. Por último, mas não menos importante, nunca deixe uma mesma fralda no recém-nascido por muito tempo: troque no máximo a cada três horas ou assim que ele tiver feito suas necessidades.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCom quilo a R$ 12,00 refeições em restaurante do Sesc saem em média por R$ 4,60
Próximo artigoPlanejando a casa própria? Separamos sete dicas de como escolher o imóvel ideal