Conheça 5 aplicativos que prometem facilitar sua vida na quarentena

Quer que seu filho aprenda algo enquanto joga? Ou, quem sabe, iniciar ou aprimorar o seu negócio? Também tem consulta médica!

Foto ilustrativa

O distanciamento social por conta do novo coronavírus empurrou todo mundo para a internet e, com isso, atividades antes feitas no “mundo real” precisaram ser reinventadas no virtual.

Pensando nisso, dezenas de empresas e startups passaram a desenvolver aplicativos e serviços que prometem facilitar a vida de quem agora passa muito mais tempo dentro de casa.

O LIVRE listou cinco deles.

1. Pipefy

Disponível para download em Android e iOS e gratuito – pelo menos até certo ponto -, o Pipefy é um aplicativo para gerenciamento de tarefas.

A ideia dos desenvolvedores foi facilitar o home office. Gestores de equipes podem criar fluxos de trabalho para serem seguidos pelos demais funcionários. Além disso, conseguem ter uma visão completa de todos os processo de produtividade da empresa.

2. Quantum

O app da Quantum também está disponível gratuitamente, mas para ter acesso ao conteúdo é preciso pagar uma assinatura. O valor varia de acordo com o tipo de serviço que você escolhe.

A ideia aqui é ajudar crianças e adolescentes a desenvolverem novos aprendizados. A experiência pode ser autônoma, por um custo de R$ 79, ou contar com o auxílio de um professor, por R$ 199.

Os assuntos aos quais seu filho vai ter acesso englobam empreendedorismo, tecnologia e o que os desenvolvedores chamaram de “habilidades do século XXI”.

(Foto: Reprodução)

3. B2Mamy

A aceleradora B2Mamy é uma empresa especializada em ajudar mães a tirarem suas ideias de negócio do papel e se transformarem em empreendedoras.

E, com a chegada da pandemia do novo coronavírus – e a impossibilidade de encontros presenciais -, nasceu a B2Mamy e-Place uma plataforma de realidade virtual e streaming por meio da qual o conteúdo educativo continuará sendo transmitido às interessadas.

São cursos de capacitação e conteúdos sobre negócios, saúde mental e física, maternidade, carreira e planejamento familiar. Além da possibilidade de as mães e futuras empreendedoras podem trocar experiências entre si.

4. Dandelin

O Dandelin é um aplicativo que conecta pacientes a mais de 900 médicos. São mais de 60 especialidades e 40 mil horários disponíveis por mês.

Claro, o serviço é pago. O valor da mensalidade custa R$ 100 e a cobrança é sempre no primeiro dia do mês.

O paciente, no entanto, tem acesso a consultas – que durante a pandemia também pode ser remotas – ilimitas com todos os médicos cadastrados.

5. Olist

Olist Shops é para quem tem um pequeno negócio e precisa, mas ainda não sabe bem como, entrar ou aprimorar sua presença nas redes sociais. Segundo os desenvolvedores é como uma “vitrine virtual gratuita”.

O aplicativo ajuda os interessados a “ganhar destaque” dentro de grupos do Facebook e WhatsApp. Há interação também com o Instagram.

O empresário cadastra seu produto ou serviço, adiciona título, descrição e foto e o produto fica disponível em um site com o nome da empresa para que os clientes acessem pelo computador ou celular.

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorInvestimento do Fundeb em Mato Grosso deve crescer 50% com a reforma
Próximo artigoOportunidade: consultora financeira oferece curso gratuito para empresários